Braga

JP/Braga prevê um aumento de receita com a nova gestão do estacionamento à superfície

Francisco Mota (c) Mariana Gomes / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

No seguimento da decisão do executivo camarário em delegar a gestão do estacionamento pago à superficie nos Transportes Urbanos de Braga (TUB), Francisco Mota, presidente da JP de Braga, afirma que “esta decisão poderá significar um aumento de receita na ordem dos 6 milhões de euros numa década, assegurando maior fiscalidade e eficiência”.

De acordo com o líder centrista, “as propostas apresentadas ao presidente Ricardo Rio visam o crescimento das receitas camarárias”, sem implicar o aumento dos impostos aos bracarenses. Acrescenta, ainda, que “a adoção destas medidas significa que o executivo está atento às preocupações das novas gerações e no diálogo estruturado com a cidade e as suas organizações”.

O presidente da JP de Braga, em nome da JP de Braga, congratula-se “com a adoção de uma medida que consta do pacto geracional” indicado pela JP ao município. Afirma, também, que os TUB têm sido um exemplo a nível nacional, no que diz respeito à mobilidade.

Francisco Mota sublinha que os bracarenses podem “continuar a contar com JP de Braga para a defesa de um serviço público mais eficiente e mais sustentável do ponto de vista geracional”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação