Braga Destaque

Abriu uma loja com roupa, comida e brinquedos para os mais carenciados em Maximinos

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Maximinos, Sé e Cividade já tem uma loja social, onde os associados mais carenciados podem encontrar géneros alimentares, calçado, vestuário e brinquedos, dinamizada pela Associação Solidariedade Social, Cultural e Recreativa Maxiseci.

“Com esta loja, queremos minimizar muitas carências de alguns associados que são os primeiros destinatários”, explicou António Fernandes, presidente da direcção da Associação, criada há dois anos e meio.

Os produtos são oferecidos à loja social que pretende alargar a lista de contribuidores, de acordo com a boa vontade de quem possa contribuir para esta causa social.

A gestão da loja é da responsabilidade do vice-presidente da Maxiseci, António Fernandes, e a sua abertura e acompanhamento será garantida por voluntários, entre um a dois dias por semana.

A Maxiseci ajuda associados e associadas a executarem atividades diversificadas, como jogar cartas, tricotar e costurar.

Segundo António Fernandes, a Maxiseci pretende retirar muitos dos seus associados da solidão e proporcionar-lhes momentos de convívio, diversão e fomentar o espirito de companheirismo e interajuda, afirmando-se, como “porto de abrigo para os seniores na ocupação dos tempos livres”.

 

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista