Região

Burlão que encomendava e não pagava aguarda julgamento em liberdade

GNR © FAS / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

O jovem de 21 anos que foi ontem detido por burla por militares do Posto Territorial da GNR de Póvoa de Lanhoso foi libertado pelo Tribunal, estando sujeito a apresentações bissemanais no posto policial da área de residência.

Estava suspeito de adquirir bens através de plataformas online de compra e venda de artigos, falsificava o comprovativo de pagamento, não chegando a fazer a transferência do montante ao vendedor. Quando recebia o artigo vendia-o posteriormente a outras pessoas que estivessem interessadas. No total, foram identificadas seis vítimas lesadas pelo suspeito.

O detido, já com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, chegando a cumprir prisão preventiva de seis meses, fica assim em liberdade até julgamento.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação