Destaque País

Autoridade Marítima recomenda: “Não vá a banhos”

Redação
Escrito por Redação

A Autoridade Marítima Nacional alertou para os cuidados a ter hoje nas praias costeiras, considerando que a previsão de tempo quente pode levar a população a ir à praia e recomenda que se evitem os banhos.

Em comunicado colocado na sua página da internet, a Autoridade Marítima Nacional recomenda à população que “não vá a banhos” e alerta para os cuidados nas praias, nas zonas costeiras e para a importância da adoção de um comportamento de segurança.

“É importante ter em conta que o mar nesta época do ano é um mar de inverno, e as praias e zonas da costa apresentam risco elevado devido aos efeitos da agitação marítima que se tem verificado nos últimos tempos”, refere a nota.

A autoridade alerta ainda para a “morfologia alterada” pelo efeito da ondulação forte que se verifica normalmente neste período do ano, encontrando-se nelas fundões, declives acentuados, remoinhos e agueiros.

De acordo com a nota, a ondulação esperada será de quadrante oeste/noroeste com altura significativa entre os dois e os três metros.

A autoridade lembra ainda que se está igualmente num período de águas vivas, registando-se uma maior amplitude entre a altura da baixa-mar e da preia-mar, originando correntes mais fortes, sublinhando também que alguns destes fenómenos “não são visíveis, acarretando perigo para quem entrar na água.

Tendo em conta que as praias ainda não estão vigiadas, não está disponível o equipamento para socorro à náufragos, podendo a assistência ser mais demorada.

Apesar disso, a autoridade refere que irá reforçar a vigilância na orla costeira e no mar, sobretudo para sensibilização e prevenção de eventuais situações de risco.

Para hoje, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê céu pouco nublado com temperatura máxima acima do habitual para a época do ano e acentuado arrefecimento noturno.

As temperaturas máximas vão rondar os 25 graus em Santarém, sendo esperados 24 graus em Braga, Leiria, Sagres e Setúbal, 23 em Lisboa, Faro, Coimbra, Sines e Porto.

e alerta para os cuidados nas praias, nas zonas costeiras e para a importância da adoção de um comportamento de segurança.

“É importante ter em conta que o mar nesta época do ano é um mar de inverno, e as praias e zonas da costa apresentam risco elevado devido aos efeitos da agitação marítima que se tem verificado nos últimos tempos”, refere a nota.

A autoridade alerta ainda para a “morfologia alterada” pelo efeito da ondulação forte que se verifica normalmente neste período do ano, encontrando-se nelas fundões, declives acentuados, remoinhos e agueiros.

De acordo com a nota, a ondulação esperada será de quadrante oeste/noroeste com altura significativa entre os dois e os três metros.

A autoridade lembra ainda que se está igualmente num período de águas vivas, registando-se uma maior amplitude entre a altura da baixa-mar e da preia-mar, originando correntes mais fortes, sublinhando também que alguns destes fenómenos “não são visíveis, acarretando perigo para quem entrar na água.

Tendo em conta que as praias ainda não estão vigiadas, não está disponível o equipamento para socorro à náufragos, podendo a assistência ser mais demorada.

Apesar disso, a autoridade refere que irá reforçar a vigilância na orla costeira e no mar, sobretudo para sensibilização e prevenção de eventuais situações de risco.

Para hoje, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê céu pouco nublado com temperatura máxima acima do habitual para a época do ano e acentuado arrefecimento noturno.

As temperaturas máximas vão rondar os 25 graus em Santarém, sendo esperados 24 graus em Braga, Leiria, Sagres e Setúbal, 23 em Lisboa, Faro, Coimbra, Sines e Porto.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação