Região

Póvoa de Lanhoso vai comparticipar medicamentos a famílias carenciadas

© DR
Redação
Escrito por Redação

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a associação Dignitude formalizaram um protocolo no âmbito do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, cujo objetivo é a comparticipação de medicamentos para famílias carenciadas.

As primeiras pessoas serão beneficiadas com este apoio já em abril, sendo que os benefícios concedidos ao abrigo deste programa abrangem unicamente os medicamentos, quando prescritos em receita médica e comparticipados pelo SNS.

 

© DR

 

O presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, assegurou que “a situação de pessoas não terem dinheiro suficiente para comprarem a medicação de que necessitam” vai terminar.

Serão abrangidas, por agora, 150 pessoas, com a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso a destinar uma verba de 15 mil euros para este apoio, valor que, acredita Avelino Silva, será reforçado.

As pessoas que podem vir a beneficiar deste apoio têm obrigatoriamente de cumprir os requisitos do regulamento respetivo e vão receber um cartão para ser utilizado nas farmácias aderentes, identificadas com um dístico, de forma anónima e sem exposição da sua condição social e financeira.

“Percebemos que era necessário alargar esta resposta a toda a população e não apenas aos idosos. Há crianças, pessoas de maior idade, jovens que também precisam deste apoio”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, acrescentando que “este programa vem reforçar as nossas respostas, na área social, assim como virá reforçar, em setembro, outra medida que vamos implementar que é o apoio no pagamento das creches”, relembrou.

Por parte da Dignitude, Francisco Faria, revelou que são mais de 110 municípios abrangidos, mais de 600 farmácias aderentes, mais de 8 mil pessoas beneficiadas e cerca de 200 mil embalagens de medicamentos já cedidas ao abrigo deste programa.

© DR

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação