Braga Destaque

Braga. Octogenário ferido no crânio após atropelamento na “passadeira do costume”

FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Um homem de 80 anos ficou com ferimentos no crânio na sequência de um atropelamento em Maximinos, a cerca de 100 metros da Estação de Comboios, na apelidada “passadeira com atropelamentos sem fim” pelo presidente da junta da UF de Maximinos, Sé e Cividade.

O atropelamento deu-se ao início desta manhã na primeira passadeira na Rua Nova da Estação, quem desce no sentido Maximinos – Real. No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga e a Mota de Emergência Médica (MEM) do INEM. A vítima foi transportada para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

Situado pouco abaixo da estação de comboios, no topo da Rua Nova da Estação, em Maximinos, Braga, este atravessamento pedonal tem registado um número elevado de atropelamentos, seja pelo encandeamento do sol, pela chuva intensa ou por mera distração dos automobilistas.

Luís Pedroso, presidente da Junta de Maximinos, Sé e Cividade, presenciou o desfecho de algumas dessas ocorrências e já submeteu um pedido à Infraestruturas de Portugal para relocalizar a passadeira em causa, disse em outubro de 2018 ao Semanário V.

“De manhã, quem sobe é encandeado pelo sol naquele local, e de tarde é quem desce. Há promessa de deslocalização da passadeira mais acima, onde já estará protegida pelo sol e deixa de estar na mira dos automobilistas que vêm da Tv. do Caires”, explica.

E a modificação da passadeira será mesmo para avançar. Segundo o parecer das Infraestruturas de Portugal, na sequência de uma reclamação de Luís Pedroso, aquela entidade referiu que irá proceder à relocalização do atravessamento pedonal e realizar uma intervenção no passeio no lado direito da EN 201 “para aumentar a circulação de peões e impedir paragem de automóveis, esperando uma real melhoria nas condições de segurança ao atravessamento pedonal em causa”. A obra encontra-se prevista para o primeiro semestre de 2019.

Segundo as Infraestruturas de Portugal, foi ainda pedido um reforço à PSP de Braga para reforçar o policiamento e a fiscalização no local.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista