Destaque Vila Verde

Câmara de Vila Verde aprova voto de louvor à EPATV com abstenção do PSD

João Luís Nogueira © FAS / Semanário V

A Câmara de Vila Verde aprovou esta manhã, em reunião de executivo, um voto de louvor, proposto pelo Partido Socialista (PS), à Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), com votos a favor do PS e abstenções do lado do Partido Social Democrata (PSD). Segundo apurou o Semanário V, o voto de louvor surgiu na sequência do 9.º lugar no ranking das escolas promovido pelo Ministério da Educação e elaborado pelo Jornal de Notícias, destacando os socialistas que foi a 2.ª melhor escola de ensino profissional na CIM Cávado.

Este louvor surge pelos “resultados académicos, curriculares e de empregabilidade obtidos” que “são motivo de regozijo para todos”. No entanto, a maioria PSD do executivo decidiu abster-se, devido a um ponto do voto de louvor com o qual não concordaram, que aponta um “diferendo” entre EPATV e o executivo municipal. O diretor geral da EPATV, João Luís Nogueira, lamenta “a oportunidade perdida, por parte dos vereadores da maioria, em reconhecer o óbvio e fazer a ponte para as boas vontades e confiança nas instituições do concelho”.

Segundo os vereadores socialistas, “não obstante os resultados obtidos, têm sido colocados alguns entraves ao crescimento académico da EPATV”. “A não participação dos seus alunos nas atividades do programa de combate ao abandono e insucesso escolar é apenas um deles. O recente diferendo da autarquia quanto à legalização de obras é outro. São situações que certamente com a boa-vontade de todos serão ultrapassadas”, diz o PS.

Segundo os membros do executivo PSD este “voto de louvor proposto é absolutamente merecido, tendo em consideração o percurso que a EPATV tem vindo a realizar ao longo da sua história, com um projeto de formação de excelência para milhares de jovens do concelho de Vila Verde e da região”, no entanto, referem não ser possível aceitar “a existência do antepenúltimo parágrafo em que se alegam diferendos entre o Município de Vila Verde e aquela instituição de ensino”.

Explica a vereação PSD, que a não participação daquela escola no projeto designado por “Plano integrado e inovador de combate ao insucesso escolar” prende-se “com o facto dos projetos em execução desenvolvidos pelos agrupamentos de escolas do concelho estarem formatados para áreas onde existe alguma dificuldade de integração destes alunos, nomeadamente na área das competências digitais na primeira infância e Vil’arte Educativa, virado, essencialmente, para a música”.

Garante, no entanto, a vereadora que, “embora o regulamento seja claro e aponte para a não inclusão dos alunos do Ensino Profissional já foi por mais do que uma vez afirmado que logo que haja oportunidade e que algumas das ações em execução o permitam, até porque o projeto ainda tem mais um ano e meio de execução, os alunos da EPATV serão convidados a participar em ações que possam estar adequadas ao seu nível etário e de escolaridade”.

“No que concerne às obras que a EPATV pretende realizar no edifício que é pertença do Município, esta Câmara Municipal já deliberou que não põe qualquer obstáculo à sua promoção por parte da entidade EPATV, desde que sejam previamente realizados todos os procedimentos administrativos que permitam o respetivo licenciamento. Em conclusão, os membros do executivo PSD têm orgulho na EPATV e não têm qualquer problema em louvar o seu excelente desempenho, mas não podem aceitar que neste voto de louvor constem razões que alegadamente criam um ambiente de menos boa relação com a escola, quando tal sentimento não existe por parte do Município, que tem nela um parceiro insubstituível na promoção do desenvolvimento educativo, social e cultural das novas gerações…”, acrescenta a vereação PSD.

Voto de louvor na íntegra:

Em fevereiro do corrente ano foi divulgado pelo Ministério da Educação e amplamente difundido na imprensa, o Ranking das Escolas, avaliando também o ensino profissional. Num universo de 658 escolas públicas e privadas, a Escola Profissional Amar Terra Verde, com sede em Vila Verde, ficou classificada em 9º lugar.

Se avaliarmos os resultados no âmbito da CIM do Cávado, a EPATV atingiu um excelente 2º lugar. Trata-se de uma escola profissional com 25 anos de atividade, que este ano está a formar mais de 700 alunos e tem promovido centenas de empregos.

A EPATV tem firmadas parcerias com instituições e empresas de referência do Distrito de Braga. Em termos práticos, 89% dos alunos da EPATV  coneguem atingir uma empregabilidade e conclusão do curso em 3 anos. Números que também colocam esta escola entre as melhores do país.

São inúmeros os prémios e atividades que tem destacado a EPATV: Programa Eco Escolas, sendo a primeira do concelho com bandeira verde; Super escola solidaria premio da EDP por 10 anos consecutivos; Selo do voluntariado Ministério da Educação; Certificação EQAVET pela ANQEP; Certificação da Gestão da Qualidade, entre muitos outros.

É também uma escola de referência na qualidade do ensino que ministra, na inclusão de alunos com dificuldades de aprendizagem, e no desenvolvimento de parcerias estratégicas, fazendo da EPATV uma escola inclusiva.

Foi recentemente elogiada como uma escola de referência, numa cerimónia onde esteve presente o primeiro-ministro.

Não obstante os resultados obtidos, têm sido colocados alguns entraves ao crescimento académico da EPATV. A não participação dos seus alunos nas atividades do programa de combate ao abandono e insucesso escolar é apenas um deles. O recente diferendo da autarquia quanto à legalização de obras é outro. São situações que certamente com a boa-vontade de todos serão ultrapassadas.

O facto é que em termos de ranking, a EPATV surge como a melhor escola do Concelho de Vila Verde, a segunda da CIM do Cavado e a nona melhor  de Portugal. Por acreditarmos que os resultados académicos, curriculares e de empregabilidade obtidos são motivo de regozijo para todos, e pelos aspetos aqui elencados, os subscritores propõem a atribuição de voto de louvor à Escola Profissional Amar Terra Verde.

Comentários

Acerca do autor

Paulo Moreira Mesquita

Paulo Moreira Mesquita

Diretor Semanário V