Ambiente País

Continente aposta em embalagens reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis

Redação
Escrito por Redação

O Continente anunciou hoje que 100% das mais de quatro mil embalagens da marca vão ser reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025.

Esta medida tem como finalidade representar o fim de todo o plástico desnecessário e passível de eliminação nas embalagens dos produtos da retalhista alimentar. Trata-se de uma das seis metas anunciadas pelo Continente no que respeita ao consumo responsável de plástico.

O Continente tem vindo a implementar diversas medidas sobre o uso responsável de plástico, ao nível da marca própria, da logística, dos fornecedores, do apoio à inovação, nomeadamente através de parcerias estabelecidas com universidades nacionais e internacionais para o desenvolvimento de projetos de investigação, e também ao nível da sensibilização junto dos consumidores.

Como resultado das iniciativas já implementadas, o Continente prevê umaredução apenas em 2019 de mais de 2 mil de toneladas de plástico, que resulta do conjunto de iniciativas implementadas que visam a redução do impacto ecológico dos negócios das suas insígnias.

Entre estas medidas destaca-se a substituição, na íntegra, dos sacos de plástico do Continente e Continente Online por novos sacos fabricados com 80% de material reciclado e 100% recicláveis, o que representa uma poupança anual de 1.295 toneladas de material virgem, e a remoção do material plástico dos cotonetes Continente, que resulta numa poupança anual de 20.8 toneladas de plástico.

Estas medidas inserem-se no âmbito do “Compromisso Plástico Responsável”, que visa encontrar soluções alternativas e economicamente viáveis à utilização de plástico de origem fóssil, com particular incidência em produtos de utilização única.

Isabel Barros, administradora da Sonae MC e presidente do Grupo Consultivo de Sustentabilidade da Sonae, afirma que “desde cedo, e apostando no eco-design, o Continente assumiu uma posição dianteira na luta contra o uso e consumo excessivo de plásticos, assente em três eixos estratégicos: atuar, envolver, influenciar”.

Na sequência das metas definidas pela UE através da sua “Estratégia Europeia sobre Plásticos”, o Continente antecipa assim em 5 anos a meta europeia que aponta para que todas as embalagens sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis em 2030.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação