Cultura Região

Cultura. John and the Charmers em Moreira de Cónegos

Redação
Escrito por Redação

Depois do sucesso alcançado no recente concerto em Briteiros, John and the Charmers – projeto criado pelo músico João de Guimarães – regressa ao Centro Pastoral de Moreira de Cónegos, sábado, dia 30, às 21h30. O espetáculo musical encerra mais um mês de do programa municipal “Excentricidades” que leva as artes e a cultura ao encontro das pessoas.

A avaliar pelo que se viveu e sentiu na Casa do Povo de Briteiros, Moreira de Cónegos prepara-se para coroar com uma chave de ouro mais um mês de encontro da cultura e das artes com as pessoas onde elas moram, vivem ou trabalham. O bilhete para maiores de 12 anos, custa um euro.
Este programa da Câmara Municipal de Guimarães alicerça-se em parceiros locais, desde a Junta de Freguesia de Moreira de Cónegos à MORÁVIA – Associação Juvenil de Moreira de Cónegos- passando pelo Centro Cultural Recreativo de Moreira de Cónegos e a Banda Filarmónica de Moreira de Cónegos.

A primeira música do álbum de estreia “Velvet Blue” foi composta a 1 de outubro (Dia mundial da música) de 2012 – ano em que a sua cidade natal (Guimarães) foi Capital Europeia da Cultura. O entusiasmo abriu as portas de um projeto musical coroado com as gravações e mistura do disco, entre Setembro de 2013 e Janeiro de 2014.

Os produtores foram Pedro Mouga e o próprio João de Guimarães. O trabalho foi masterizado por Mário Barreiros nos estúdios MB em Março de 2014. No total participaram 18 músicos nas gravações das músicas em estúdio.

Este disco apresenta um conjunto de 10 músicas com diferentes ambientes, resultado de diferentes composições, diversos arranjos e múltiplos instrumentos e interpretações na bateria, baixo elétrico, baixo acústico, contrabaixo, guitarra acústica, guitarra elétrica, piano, sintetizadores, ukulele, vibrafone, harmónica, trombone, saxofone, trompete, violoncelo, viola, violino e vozes.

O single de lançamento é o tema “She loves me, she loves me not”, para o qual foi criado um vídeo-clipe. A equipa deste projeto alarga-se ainda a áreas como a fotografia, pintura, web-design, guarda roupa, cenografia, desenho de som, desenho de luz, num total de 30 pessoas. Assumido desde início como um laboratório de criação multidisciplinar, “John and the Charmers” envolve-se de paixão e texturas que nos levam a viajar num ambiente aconchegante e sonhador, enriquecido com novas canções.

Na sexta-feira à noite, às 21,30 horas, S. Torcato acolhe os Flying Cages no Centro Comunitário, para um espetáculo de indie-rock.

Ao Longo deste mês de Março, o Programa Excentricidades levou o Teatro a Brito, Ronfe e Caldelas, trazendo atores da Serra de Montemuro, do Bolhão (Porto) e de Lousada.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação