Braga Destaque

AGRO já abriu e “mostra a pujança do setor agroalimentar na região norte”

AGRO 2019 © Mariana Gomes / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

O Altice Forum Braga abriu hoje as portas à maior feira internacional de agricultura, pecuária e alimentação do Norte e da Galiza. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Luís Medeiros Vieira, do presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, o adminisistrador executivo da InvestBraga, Carlos Silva, bem como outros membros convidados.

Com cerca de 250 expositores, 450 máquinas agrícolas, 50 marcas e fabricantes e 500 animais, este ano, a feira aposta num reforço da qualidade técnica do evento que, até domingo, espera receber cerca de 45 mil visitantes.

Para o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, “esta AGRO é, também, testemunha de profunda transformação que o setor tem verificado”, tendo em conta que Portugal passou de “uma situação de dependência, de muita subsistência, para uma lógica de independência, onde os agricultores são pessoas que olham para a agricultura como modo de vida”.

O autarca considera que “uma cidade como Braga é testemunha de que é possível fazer conviver setores de atividade tão diversos”, como os que a feira apresenta, “ora indústrias totalmente inovadoras, ora o setor primário também com uma capacidade de inovação que vem crescendo de ano para ano”.

O secretário de Estado da Agricultora e Alimentação referiu, durante a visita à AGRO, esta manhã, que se trata de “uma feira extremamente importante”, que “mostra a pujança do setor agroalimentar na região norte”.

“É uma feria onde estão presentes a agricultura, a pecuária e a alimentação e mostra claramente que neste momento a agricultura portuguesa atravessa um bom momento, pese embora as dificuldades que conhecemos, nomeadamente as alterações climáticas, sendo este o setor que mais sofre com a situação”.

Relativamente às questões da seca, que se verificam em Portugal, Luís Medeiros Vieira adianta que é uma situação que preocupa, “as alterações climáticas estão na ordem do dia, não é fácil resolver estes problemas, temos de encontrar sempre as causas mais profundas”. Acrescentou, ainda, que “cada vez mais vamos ser confrontados com fenómenos extremos, mais inundações, mais secas e temos de encontrar fórmulas que nos permitam mitigar estes efeitos”.

Ainda durante a visita, o secretário de Estado afirmou que a agricultura portuguesa é “mais profissional, inovadora e está mais orientada para o mercado. Os agricultores estão a produzir mais e melhor, de forma sustentável”.

Em 2018, o setor agroalimentar exportou 6,9 mil milhões de euros, segundo Luís Medeiros Vieira, que considera que esta meta foi alcançada devido à tranformação de um setor tradicional num setor inovador”.

Ricardo Rio afirma, aidna, que a AGRO “vai atrair algumas dezenas de milhares de visitantes ao longo deste fim de semana”.

Este ano, a AGRO conta com vários seminários e workshops dinamizados por instituições parceiras que irão abordar as temáticas do setor. Estão, também, agendados concertos com Zé Amaro, Tuna de Medicina e Daniel Pereira Cristo.

 

 

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista