Vila Verde

Farmácia da Santa Casa com campanha de recolha de medicação para Moçambique

Redação
Escrito por Redação

Depois da campanha com os CTT’s ter sido um sucesso no envio de roupa para as famílias que mais precisam em Moçambique, a Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde, segue o seu caminho social com o lançamento de uma campanha solidária para recolha de medicação.

Trata-se de uma campanha que conta com a cooperação da Cruz Vermelha Portuguesa, a indústria Farmacêutica e é agora alargada a toda a população que visa ajudar a população que precisa de cuidados médicos imediatos.

As autoridades identificaram até ao momento 761 mortos em Moçambique, Zimbabué e Maláui, os três países africanos que há dez dias foram os mais afetados pela passagem do ciclone Idai.

A área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais, e a cidade da Beira, no centro litoral do país, foi uma das mais afetadas pelo ciclone, na noite de 14 de março.

Perante esta tragédia, dezenas de organizações, autarquias, empresas e outras instituições portuguesas anunciaram apoios para Moçambique.
A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde uniu-se a esta campanha, e, em cooperação com os CTT de Vila Verde, já procedeu ao envio de roupa para as regiões mais afectadas pelo ciclone devastador, que deixou as populações “sem nada”.

“Estamos sensibilizados para com o nosso povo irmão de Moçambique, e através da cooperação com a Cruz Vermelha Portuguesa, a industria farmacêutica e a nossa farmácia, estamos em recolha de medicação para curar as feridas de quem mais precisa. Até ao dia 6 de abril estamos a recolher na nossa farmácia, medicamentos e outros produtos de saúde para enviar o mais urgente possível para o nosso país irmão. Estamos solidários” refere o provedor Bento Morais em comunicado.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação