Destaque Vila Verde

Alunos da ESVV partiram esta manhã a pé para Santiago de Compostela

Alunos da ESVV caminham até Santiago de Compostela © Luís Ribeiro / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Os alunos da Escola Secundária de Vila Verde (ESVV) partiram esta manhã numa caminhada a Santiago de Compostela. Ao todo são 80 pessoas, entre alunos, professores e voluntários.

“Somos a escola que proporciona aos alunos uma viagem de finalistas diferente”, afirmou o diretor da Escola Secundária de Vila Verde, professor João Graça. Trata-se da 11.ª caminhada a Santiago que a ESVV organiza com alunos finalistas, sendo esta uma “atividade identitária da escola”.

Em cinco dias de percurso, “os alunos fazem a analogia à vida e às dificuldades com as quais se vão deparar. Tanto vai estar sol, como chuva, vão sofrer de cansaço, mas também vão ficar mais próximos uns dos outros, vão-se conhecer melhor e isto representa o que vai ser o futuro deles”. Este é um dos grandes objetivos da caminhada. O diretor da escola adianta que os maiores desafios que vão surgir são oportunidades de aprender e perceber o que o futuro lhes reserva.

A visita é feita a pé e não de autocarro e os participantes não vão dormir em hotéis e pousadas. “Vai ser usado, por exemplo, um ginásio, os alunos vão dormir no chão”, revela o professor, acrescentando que ” é um momento claramente espritual”.

Esta iniciativa da Escola Secundária conta com outros apoios e parceiros, tais como o Município de Vila Verde, a Junta de Freguesia, empresas privadas, antigos alunos da escola como voluntários e colaboradores. Ao todo são 80 participantes, entre eles 8 professores, “quatro responsáveis pela visita e mais quatro da escola”.

Está assegurada, também, uma equipa de apoio, para o caso de surgir alguma dificuldade. O Município de Vila Verde apoiou esta iniciativa com a cedência de transporte dos alunos e da equipa até ao local de partida e a escola alugou um pequeno autocarro para casos excepcionais. A iniciativa também foi apoiada pela Junta de Freguesia e um particular que cederam carrinhas, bem como uma caravanha.

O professor João Graça assegura que nas últimas edições nunca houve qualquer tipo de imprevisto e espera que a edição deste ano tenha tanto sucesso como as anteriores.

 

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista