Vila Verde

Brinda-se com mil litros de vinho na terceira Festa do Vinho do Vade

Terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Decorre este domingo a terceira edição da Festa do Vinho do Vade, com cerca de mil litros de vinho caseiro oriundo do trabalho de produtores da região do Vade.

Com animação de Augusto Canário, esta festa conta com a visita de centenas de pessoas que procuram o bom vinho, petiscos e animação num dia de chuva.

Francisco Oliveira, Ricardo Malheiro e Joaquim Magalhães vindos do lugar do Alívio, freguesia de Soutelo, fizeram a estreia nesta festa e não se arrependeram. “Estávamos na tasca do alívio e lembrá-mo-nos de vir cá acima ver como é a festa”, explica Francisco Oliveira, que vai dividindo as malgas (moderadas) de vinho com alguns petiscos. “O vinho do Vade está aprovado”, salientam os três amigos.

Francisco Oliveira, Ricardo Malheiro e Joaquim Magalhães © FAS / Semanário V

Também João Fernandes, presidente da junta de Aboim da Nóbrega e Gondomar, do concelho de Vila Verde, deixa os parabéns à autarquia vizinha pela festa “bem conseguida”. “O vinho daqui está aprovado e a festa também. É uma boa iniciativa para dinamizar estas freguesias do Norte. Podíamos ter uma em Aboim mas não temos tanta gente como tem a zona do Vade”, lamenta o autarca, deixando os parabéns a Carlos Cação.

Autarcas vizinhos presentes na terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V

E o presidente da União de Freguesias do Vade agradece o elogio, reconhecendo que esta terceira edição está a ser “um sucesso”. “Foi a melhor edição e mostra que estamos sempre a crescer, até porque decidimos trazer um nome ao evento que é o Augusto Canário”, explicou Carlos Cação.

CSP Covas na terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V

Tasquinha de Valões na terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V

O autarca refere que estão “cerca de mil litros” à venda nos stands de produtores locais e que o produto tem “escoado bem”. O autarca explica que já foi difícil encontrar vinho local suficiente para assegurar o stock da festa, uma vez que tem sido um ano bom para vendas por parte dos produtores. “Essa é uma prova que o vinho do Vade é cada vez mais uma referência e a festa que temos organizado ajuda a isso”, salienta.

Carlos Cação na terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V

Cação refere ainda que o principal objetivo desta festa não é tanto a festa em si, mas sim a dinâmica incutida às associações e produtores locais. “É uma oportunidade para as associações saírem da área de conforto e de incentivarmos os produtores locais a produzirem cada vez mais”, vinca o autarca.

Também Augusto Canário deixou um agradecimento a Cação e ao presidente da Câmara, António Vilela, que, brincou o cantor, “estava mortinho para beber uma tigela”.

Augusto Canário na terceira Festa do Vinho do Vade © FAS / Semanário V

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista