Vila Verde

Álvaro Oliveira em destaque nacional no Dia da Doença de Parkinson

Fernando André Silva

Álvaro Oliveira, antigo presidente da Junta de Barbudo, participou esta quinta-feira no colóquio internacional da doença de parkinson no hospital de São João no Porto.

“Como é viver a vida com PARKINSON?”, revelou o também dirigente escutista que convive com esta doença há nove anos, tornando-se uma das vozes mais ativas em Portugal pela prevenção desta doença.

Durante o colóquio que decorreu naquele hospital, Álvaro Oliveira diz ser “errado” pensar-se que por padecer desta doença será o fim. “Parkinson não é o fim, é sim o princípio de uma nova vida, que devemos valorizar e acarinhar”, argumentou o vila-verdense.

Álvaro Oliveira contou que as 38 anos foi diagnosticado com esta doença, encarando-a com serenidade. “Aceitar a doença foi a melhor resposta que poderia ter feito, porque a revolta levaria-me à minha decadência muito rapidamente: o ter aceite e a minha força mental ajudaram-me a ter desde lá até à atualidade uma vida perfeitamente normal”, esclareceu.

“Os nossos dias são vitórias constantes , lutas em tudo desiguais, mas com a nossa persistência e ambição nos levará a ultrapassar as adversidades criadas com as mudanças com que nos vamos deparando ao longo da evolução da doença”, acrescentou no mesmo colóquio perante plateia cheia.

O vila-verdense realçou ainda que “traçar objetivos é fundamental”. “Enquanto estiver focado neles, será breve o tempo que tem para pensar no amigo invisível, não se isole do mundo, pelo contrário viva o mundo intensamente como se cada dia fosse o último”.

Recomendou ainda uma caminhada diária e uma vida repleta de atividade, dando exemplos do seu dia-a-dia.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista