Braga

“Vida Norte” apoiou gratuitamente 48 grávidas vulneráveis em Braga durante 2018

Redação
Escrito por Redação

A IPSS Vida Norte acaba de apresentar o seu Relatório & Contas de 2018, revelando os números de crescimento da associação, materializados no apoio que continua a facultar a grávidas e bebés em situação de vulnerabilidade nos concelhos de Porto e Braga.

Em 2018 a instituição de solidariedade social respondeu a um total de 227 pedidos de apoio, 48 dos quais recebidos em Braga e 179 no Porto. Sob o acompanhamento da equipa técnica com o apoio de voluntários, nasceram 94 bebés, tendo a IPSS doado ao longo de todo o ano a estes e outros bebés apoiados 51840 fraldas, 8.242 produtos de higiene e 2.863 papas e latas de leite adaptado para responder às necessidades das famílias nos primeiros meses de vidas dos seus bebés.

O Relatório reporta ainda que em 2018 a Vida Norte realizou 331 visitas domiciliárias e fez 967 atendimentos individuais a grávidas e famílias, com mais de 750 pessoas impactadas pelo seu envolvimento.

Uma vertente determinante do apoio que a Vida Norte presta às famílias que acompanha passa, não só por suprir as suas necessidades de apoio material, mas em boa medida pela capacitação das mães e famílias para se tornarem autossuficientes na gestão da sua vida pessoal e profissional. Entendendo que a formação é a base para a conquista de uma maior inclusão social, a instituição juntamente com o Hospital CUF Porto e com a UCC Cuidar promoveu 26 sessões de Capacitação na área da saúde materno-infantil no Porto e outras 4 sessões em Braga, e no campo da prevenção da Gravidez na Adolescência realizou 13 sessões em contextos escolares e educativos.

Quando se fala de inclusão a integração profissional é incontornável. Com o “Projeto RUMO”, desenvolvido em parceria com a MERCER | Jason Associates, 70% dos participantes do Rumo Power (capacitação em grupo) e 57% dos que integraram o Rumo One (atendimento individual) conseguiram emprego em 2018.

Para além destas frentes, 214 utentes beneficiaram das ações de literacia financeira através do projecto “Conta Comigo”. Foram ainda promovidas 3 Oficinas da Saúde, com 10 horas de formação sobre práticas parentais, para públicos desfavorecidos, e dadas 300 horas de formação no âmbito do projecto “Conquista a Vida”.

Toda a operacionalização das atividades da Vida Norte foi possível graças ao apoio de várias empresas e entidades parceiras que apoiaram com donativos e/ou serviços, bem como pelo apoio de particulares, sem esquecer o voluntariado que envolveu mais de 2600 horas doadas.

Em 2018 a Vida Norte obteve um resultado económico-financeiro positivo de 48 mil €, apenas possível pelo crescente reconhecimento do trabalho da associação e do cada vez maior número de parceiros comprometidos com esta causa.

Sendo uma instituição sem fins lucrativos, a Vida Norte, presidida por Isabel Pessanha Moreira, pauta a sua gestão por elevados padrões de exigência. O foco na transparência e rigor materializa-se uma vez mais na apresentação pública do Relatório & Contas de 2018, auditado externamente pela Santos Carvalho & Associados, SROC, S.A.

A apresentação do relatório, que pode ser consultado na íntegra online, decorreu nas instalações da Porto Business School, Escola de Negócios parceira da Vida Norte, com a presença de parceiros, associados, colaboradores, amigos e voluntários da Vida Norte.

VIDA NORTE

A Vida Norte é uma IPSS com 20 anos que atua nos concelhos do Porto e Braga. Tem como principal missão apoiar grávidas e bebés em situação de vulnerabilidade, através de um acompanhamento de proximidade.

Atualmente a instituição acompanha uma média de 100 grávidas e famílias por mês, desde a gravidez até ao bebé completar 18 meses de vida, trabalhando ao nível da Capacitação para que findo este período a Mãe possa, de forma autónoma, dar seguimento a um projeto familiar estruturado e feliz.

A Vida Norte trabalha diariamente para que todos os bebés tenham oportunidade de nascer e crescer num ambiente protegido, com afeto e dignidade.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação