Destaque País

Falta de combustível. Governo declara situação de emergência energética

Posto de Combustível Vila Verde (C) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Portugal está em alerta devido à greve dos motoristas de matérias perigosas, existindo já vários postos de combustível fechados em todo o país por não receberem abastecimento.

Face a esta greve, dois ministros, o da Administração Interna e o do Ambiente e Transição Energética, declararam esta terça-feira “situação de alerta”, implementando várias medidas para garantir abastecimentos.

O alerta estará em vigor até dia 21 de abril, segundo nota do Governo, elevando o “grau de prontidão e resposta operacional por parte das forças e serviços de segurança e de todos os agentes de proteção civil, com reforço de meios para operações de patrulhamento e escolta que permitam garantir a concretização das operações de abastecimento de combustíveis, bem como a respetiva segurança de pessoas e bens”.

Diz a mesma nota de alerta que a “declaração de reconhecimento de crise energética, que acautele de imediato níveis mínimos nos postos de abastecimento, de forma a garantir o abastecimento de serviços essenciais, designadamente para forças e serviços de segurança, assim como emergência médica, proteção e socorro”.

Esta medida surge na sequência do início da greve de cerca de 800 motoristas de matérias perigosas que reinvindicam melhorias salariais, alterações ao contrato coletivo de trabalho no que diz respeito ao trabalho extraordinário e noturno e uma categoria profissional própria.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista