Destaque Mundo

Milionários franceses dão 300 milhões de euros para reconstruir Notre Dame

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

A família Arnault e o grupo LVMH, que detém marcas como a Louis Vuitton, a Dior, a Bvlgari e a Marc Jacobs, anunciou uma doação de 200 milhões de euros para a reconstrução da Notre Dame, uma catedral com mais 850 anos.

Esta doação junta-se à da família Pinault, dona do grupo de luxo Kering, que anunciou durante a noite uma doação de 100 milhões de euros. A família Pinault é o segundo grupo mundial no setor do luxo e detém marcas como a Gucci, a Yves Saint Laurent e a Boucheron.

“A família Arnault e o grupo LVMH querem mostrar a sua solidariedade neste momento de tragédia nacional, e junta-se ao esforço para reconstruir esta extraordinária catedral, que é um símbolo de França, da sua herança e da sua união”, lê-se num comunicado emitido pela família de Bernard Arnault.

Segundo a revista Forbes, a fortuna de Arnault ronda os 91,7 mil milhões de dólares, cerca de 81 mil milhões de euros , fazendo dele o quarto homem mais rico do mundo.

Já François Pinault, de 82 anos, tem uma fortuna avaliada pela Forbes de 35,2 mil milhões de euros, tornando-se o 30.º homem mais rico do mundo.

Depois de um incêndio ter deflagrado ao final da tarde de segunda-feira na catedral de Notre-Dame, em Paris, os bombeiros franceses lutaram contra as chamas durante toda a madrugada.

O fogo foi declarado extinto esta manhã de terça-feira. O pináculo e quase todo o tecto desabaram, mas a estrutura da catedral e as duas torres foram salvas.

O Presidente francês, Emmanuel Macron prometeu que a catedral do século XII será reconstruída.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista