Destaque Vila Verde

Vade, Vila Verde e Prado abastecidos por camiões vindos de Vigo

(c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Nem todos os postos de combustível estão a ser maioritariamente afetados pela greve dos motoristas de transporte de matérias perigosas.

A marca Q8, que detém postos de combustível na Portela do Vade, em Vila Verde [Bom retiro] e em Prado [na EN 201], está a ser abastecida por camiões vindos de uma refinaria própria, situada em Vigo, Espanha.

Pelas 9h30 desta manhã, fonte daquela empresa esclareceu que ainda existem 14 mil litros de combustível disponíveis no posto de abastecimento do Vade, 16 mil na do Bom Retiro e 12 mil em Prado.

“A nós só nos afeta porque há um grande fluxo de automobilistas a abastecer entre ontem e hoje mas os camiões devem chegar ainda durante esta tarde”, disse a mesma fonte.

Alguns utentes da Q8, enquanto abasteciam, explicaram ao Semanário V que estão preocupados com a possível falta de combustível.

Américo Gomes, vendedor ambulante de peixe, diz que “se acabar o gasóleo” não pode trabalhar. “Abasteci 30 euros como faço todos os dias, para dar a volta. Se amanhã não houver para abastecer fico em casa”, assegurou o residente em Atães.

Também Artur Oliveira, de Atães, foi abastecer a scooter, e levou um reforço extra de 10 litros para qualquer emergência. “Tenho tratamentos clínicos em Vila Verde e como há menos autocarros por causa das férias da Páscoa decidi prevenir-me com a scooter”, apontou.

Já Carlos Marinho, de Bezeguimbra, Valdreu, abasteceu na Q8 do Vade como faz normalmente para se deslocar para o trabalho em Viana do Castelo. No entanto, não está preocupado com esta greve. “Eu trabalho ao lado de Espanha, qualquer coisa dou lá um salto e abasteço lá antes de me vir embora”, esclarece.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista