Braga

Braga organiza torneio solidário contra os maus tratos e abandono animal

Partilhe esta notícia!

No próximo sábado, 27 de abril, vai realizar-se um torneio solidário no relvado do Parque Desportivo D. Maria Emília Gil, em Braga.

250 crianças, com idades entre os 6 e os 9 anos, de uma dúzia de equipas de futebol minhotas, terão como “adversário principal” os maus tratos e o abandono de animais, no Torneio Gomes da Silva / II Figas Cup.

Organizado pelo Grupo Desportivo de Figueiredo e pela Junta de Freguesia de Figueiredo, o evento, de carácter lúdico, visa “proporcionar um dia de salutar convívio desportivo entre os pequenos atletas, numa lógica de promoção da prática desportiva como elemento catalizador da melhoria da saúde física e mental das crianças e de incentivo para uma cidadania ativa e inclusiva”, assinala Miguel Soares, presidente da direção do clube organizador.

Daí que, reforça o dirigente, “a vertente solidária do torneio enquadra-se na prossecução desse objetivo de fundo, traduzindo-se este ano, e uma vez mais, numa grande ação de sensibilização contra os maus tratos e abandono de animais e em prol da adoção responsável junto dos mais novos e suas famílias, em parceria com o projeto Gato Francisco”.

O Gato Francisco é um projeto bracarense de voluntariado com valências na área da proteção animal (apenas de gatos), com uma intervenção ao nível da adoção responsável e da sensibilização e informação da população.

“Basta ver a alegria com que o fazem para percebermos que os ‘petizes e traquinas’ jogam contra a indiferença, não uns contra os outros, e isso tem um significado profundo e que os torna verdadeiramente campeões: o de que não há rivalidade que se sobreponha ao que todos nós temos de melhor e em comum, que é a nossa humanidade”, enfatiza Cláudia Sousa, voluntária do Gato Francisco.

A também líder do projeto acredita que, aos poucos, a sociedade está a mudar e que atos de violência gratuita ou mesmo de indiferença perante o desespero dos animais são cada vez menos tolerados. Adverte, contudo, que “o caminho a percorrer ainda é longo e que este só se faz caminhando, pelo que estas ações não resolvem o problema mas ajudam bastante a mudar mentalidades no que toca aos direitos dos animais, desde logo, através da recolha de ração e donativos, permitem ‘dar de comer a quem tem fome e de beber a quem tem sede’”.

O Torneio Gomes da Silva – II Figas Cup conta com o apoio da Câmara Municipal de Braga e da Associação de Futebol de Braga.

 

Comentários

topo