País

Aumento das rendas acelera para 3,9% no último trimestre de 2018

As rendas das casas no continente aumentaram 3,9% no quarto trimestre do ano passado, face ao trimestre anterior, acelerando face aos trimestres anteriores, segundo dados da Confidencial Imobiliário hoje divulgados.

subida do quarto trimestre inverteu a tendência de suavização do crescimento verificada ao longo de 2018, de 3,6% no primeiro trimestre de 2018, 2,4% no segundo trimestre e 1,3% no terceiro trimestre.

Os dados, que mostram a evolução das rendas dos novos contratos de habitação celebrados, revelam uma aceleração da subida das rendas no último trimestre de 2018, em termos homólogos, embora de forma menos acentuada do que a registada na evolução em cadeia.

O ano terminou com um aumento homólogo de 11,7%, ligeiramente acima dos cerca de 11% registados nos dois trimestres anteriores, mas comparando em baixa com a subida de 13% observada no início do ano.

Contudo, diz a Confidencial Imobiliário, a variação homóloga do quarto trimestre foi a segunda mais elevada dos últimos oito anos (o índice reporta a uma série iniciada em 2010), sendo apenas superada pela subida do primeiro trimestre de 2018.

“Desde meados de 2017 que as rendas em Portugal crescem acima dos 10%, período a partir do qual o ciclo de recuperação iniciado no final de 2014 ganhou robustez”, diz a Confidencial Imobiliário, concluindo que, desde que as rendas atingiram o seu mínimo, em 2014, já recuperaram 34%.

Mas contabilizando todo o ciclo desde 2010, o nível de crescimento é mais contido, sendo a subida acumulada das rendas de 16% em oito anos.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo