Destaque

António Costa pondera demitir-se a 15 de maio

António Costa pondera demitir-se do cargo de primeiro-ministro caso seja aprovada a contabilização total do tempo de serviço dos professores no próximo dia 15 de maio.

Esta decisão, comunicada esta tarde, surge na sequência da aprovação no parlamento de uma alteração ao decreto do Governo, com os votos contra do PS e o apoio de todas as outras forças políticas, estipulando que o tempo de serviço a recuperar são os nove anos, quatro meses e dois dias que os sindicatos de professores reivindicam.

O governante esteve reunido com outros membros do Governo durante esta manhã, em São Bento, deslocando-se depois ao Palácio de Belém para reunir com o Presidente da República.

Depois do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro afirmou ao país que “ao Governo cumpre garantir a confiança dos portugueses nos compromissos que assumimos e a credibilidade externa do país. Nestas condições, entendi ser meu dever de lealdade institucional informar o Presidente da República e o presidente da Assembleia da República [Ferro Rodrigues] que, a aprovação em votação final global desta iniciativa parlamentar forçará o Governo a apresentar a sua demissão”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo