Região

Trompete desenhado no Minho põe Portugal na rota dos prémios mundiais

O novo “Almada Trumpet”, instrumento musical idealizado por Ermanno Aparo, professor do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), conquistou o prémio “Silver A’Design Award”, inserido na “A Design Competition”, um dos cinco maiores concursos de design do mundo. Esta foi a primeira vez que Portugal conquistou um prémio na categoria de design de instrumentos musicais.

Em comunicado, o IPVC salienta que o trompete foi criado no âmbito de um projeto de investigação de pós-doutoramento daquele professor, sendo posteriormente testado por 25 trompetistas de música clássica e jazz em Portugal.

O projeto já foi apresentado em eventos científicos em Portugal e no Brasil, para além de outros eventos, como recentemente no Encontro Nacional de Estudantes de Design onde esteve lado a lado com a primeira guitarra do mundo feita em cortiça, um projeto de um aluno do IPVC igualmente orientado pelo docente Ermanno Aparo.

Segundo o criador, o “Almada Trumpet” alia “tecnologia de ponta, utilizando máquinas de controlo numérico ou impressoras 3D, a acabamentos e técnicas pouco comuns no âmbito da produção deste tipo de instrumentos de sopro”.

Esta criação teve início há cerca de três anos no Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design da Universidade de Lisboa, que detém um pólo no IPVC, e contou com a orientação do departamento de Música da Universidade do Minho.

“Desde a década de 70 que não se fazem trompetes em Portugal. Este é um exemplo de como a investigação de referência, articulada entre o ensino politécnico e o ensino universitário, não tem medo de se envolver com o mundo empresarial, determinando a qualidade do produto nacional e demonstrando que o que é nacional soa bem”, disse o professor, adiantando “existirem manifestações de interesse no instrumento com origem no Japão, Israel, EUA, Brasil, Argentina e Grécia”.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo