Braga

Estatísticas da Catedral de Santiago incluem pela primeira vez caminho Braga-Santiago

As estatísticas referentes ao caminho da Geria e dos Arrieiros, que liga Braga à capital da Galiza na distância de 240 quilómetros, foram reveladas, pela primeira vez, pelo Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela.

Nos primeiros quatro meses deste ano, os caminhos de Santiago foram percorridos por 43.051 pessoas, a grande maioria a pé (40.842). Os portugueses foram 4.675 e a cidade do Porto o principal ponto de partida nacional, com 3.892 peregrinos. Em Portugal, a maioria escolheu os caminhos Central e da Costa, que justificaram a atribuição de 10.963 e 584 compostelas, respetivamente.

A compostela é um documento entregue aos peregrinos que completem o Caminho de Santiago, percorrendo no mínimo os últimos 100 quilómetros a pé ou a cavalo, ou 200 quilómetros em bicicleta, e que declarem tê-lo feito por motivos religiosos ou religiosos/espirituais.

Segundo os dados publicados no site do serviço e das associações ligadas à valorização do Caminho da Geira e dos Arrieiros, o itinerário foi percorrido por 300 pessoas desde a apresentação do primeiro traçado, há dois anos, em Braga, devendo ultrapassar o meio milhar no corrente ano.

A associação tem registo da passagem de peregrinos a pé, de bicicleta e a cavalo, mas reconhece que há muitos que não se anunciam, pelo que “é muito difícil” saber com certeza quantos cumpriram o percurso desde maio de 2017.

Por outro lado, há peregrinos que fizeram o Caminho da Geira e dos Arrieiros, mas porque começaram noutras cidades ou em localidades intermédias do percurso não estão contabilizados.

“A nossa experiência no apoio aos peregrinos diz-nos que muitos não pedem a compostela, pelo que, como acontece com outros caminhos, os números das estatísticas são inferiores à realidade”, explica Abdón Fernández, presidente da Associação Jacobeia do Caminho da Geira Minhoto Ribeiro.

O Serviço de Peregrinos da Catedral de Santiago de Compostela emite, em iguais condições, o Certificado de Distância, um documento que certifica o número de quilómetros feito pelos peregrinos.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo