Região

Festa das Cruzes atrai milhares de pessoas a Barcelos

Um sucesso com lotação esgotada em todos os eventos! É o balanço que se pode fazer da Festa das Cruzes de 2019. Foram milhares aqueles que escolheram como local de eleição a Festa das Cruzes – um programa de onze dias, que proporcionou a todos grandes momentos de extraordinária adesão popular, como os concertos do Agir, de Dulce Pontes, do Toy, do Tito Paris, a Batalha das Flores, os fogos de artifício, os tapetes de pétalas e a procissão da Invenção da Santa Cruz.

Com um programa pensado para todos e para todas as idades, e que mobilizou dezenas de coletividades na cidade e no concelho, a edição deste ano foi um verdadeiro sucesso.

Uma das novidades desta edição da Festa das Cruzes 2019 foi a criação do Barcelos Bus Especial com quatro linhas de ligação entre o centro e zonas de estacionamento na periferia o que permitiu reduzir o tráfego nos principais dias de romaria.

Aquela que é a primeira grande romaria do Minho mantém a matriz religiosa e popular, constituindo uma referência nas tradições culturais da região e do país e que teve, na Procissão da Invenção da Santa Cruz, no dia 3 de maio, feriado municipal, com as cruzes das 89 paróquias do concelho de Barcelos, a sua máxima expressão.

Debaixo de um sol radiante, foram milhares as pessoas que rumaram à cidade para assistirem à Batalha das Flores. A cidade tornou-se pequena para tanta gente que quis participar na “guerra” de pétalas que sobrevoou a Avenida da Liberdade, no dia 1 de maio. A alegria e a diversão foram imensas, ao longo de uma hora, em plena Avenida da Liberdade, na mais saudável de todas as batalhas.

A tradição esteve sempre presente, caso dos tapetes de pétalas na Igreja do Senhor da Cruz, cuja beleza deslumbrou os muitos milhares que, neste dias, visitaram aquele templo. Por outro lado, o arraial “Bamos às Cruzes” que teve este ano como novidade copos de plástico reutilizáveis tornou-se um modelo de sucesso com o recinto a ficar muito mais limpo e arrastou milhares de jovens à Alameda das Barrocas para se divertirem ao longo de seis noites com muita música até de madrugada ao som dos sempre excêntricos Cláudia Martins & Minhotos Marotos, Melão, Blaya, David Antunes, Zé Amaro e Luciana Abreu.

Os arcos de romaria de 52 freguesias do concelho, o folclore de rua, o fogo de artifício (fogo do ar, fogo da ponte, fogo do rio e fogo preso), o Festival de Folclore, das bandas filarmónicas, as rusgas ao Senhor da Cruz, o extenso parque de diversões, bem como a animação constante e diversificada um pouco por toda a cidade, o folclore nacional e galego e os Zés P’reiras, trouxeram milhares de pessoas a Barcelos, contribuindo de igual modo para o êxito de mais uma edição da festa o que permitiu continuar a afirmar-se como a primeira grande romaria do Minho e uma das maiores do país.

A Festa das Cruzes encerrou com um grande concerto de João Fernandes e Amigos e com uma sessão de fogo de artifício no Largo da Porta Nova.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo