País

GNR detetou 646 condutores a utilizar indevidamente o telemóvel

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

No âmbito da operação “Smartphone, Smartdrive”, levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana (GNR), entre os dias 6 e 12 de maio, foram fiscalizados 29 mil condutores.

O objetivo da fiscalização passou pela diminuição do risco de ocorrência de acidentes, nomeadamente pelo uso indevido de telemóvel durante a condução, bem como a adoção de comportamentos mais seguros por parte dos condutores.

De 9.947 contraordenações rodoviárias detetadas, 646 foram pelo uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

O maior número de contraordenações regista-se no excesso de velocidade, com 2.522 condutores detetados.

Neste período foram, também, detetados 427 condutores com excesso de álcool, tendo sido detidos 191 com uma taxa superior a 1.2g/l.

Em comunicado, a GNR alerta para a utilização incorreta de telemóveis, tablets ou dispositivos similares durante a condução, podendo acarretar riscos associados como a distração visual, limitação motora e condicionamento cognitivo.

Durante o resto do ano, a GNR vai contiuar a levar a cabo uma fiscalização intensiva, com especial atenção a condutores que ponham em causa a sua segurança e a de terceiros.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista