Vila Verde

Vereadores do PS propõe reabilitação da casa de Sá de Miranda em Ribeira do Neiva

Redação
Escrito por Redação

Os vereadores do Partido Socialista (PS) de Vila Verde propuseram esta quarta-feira a reabilitação da “Casa do Côto”, habitação situada em Duas Igrejas onde o poeta Sá de Miranda viveu durante cerca de duas décadas.

Aquele solar encontra-se degradado há alguns anos e desentendimentos entre familiares que herdaram a propriedade têm atrasado uma possível requalificação daquele que é um dos principais edifícios patrimoniais no concelho de Vila Verde.

Face a estes atrasos da requalificação, os vereadores aproveitaram as recentes celebrações da Feira Quinhentista, em honra do conhecido poeta que nasceu em 1481, e apelara ao executivo municipal da Câmara de Vila Verde que considerem “transferir” o evento para Ribeira do Neiva.

“Francisco Sá de Miranda que andou efetivamente por Terras da Ribeira do Neiva, sendo hoje considerado como uma figura nacional de relevo cultural”, escrevem os vereadores, apontando uma possível “mudança de estratégia” de forma a “valorizar o concelho como um todo, oferecendo as mesmas oportunidades de desenvolvimento a todas as freguesias”.

Sobre a proposta de mudança de local, os socialistas falam “num ato de justiça e coerência para com a Ribeira do Neiva e até mesmo com o percurso de vida de Sá de Miranda”.

Em duas propostas formalizadas e enviados ao executivo, pedem “que o Município de Vila Verde avalie e encete esforços junto dos atuais proprietários da Casa do Côto, sita em Duas Igrejas, onde viveu Sá de Miranda, no sentido de a adquirir e requalificar, tornando o espaço como uma referência cultural”.

No outro pedido, os socialistas propõe que o Município de Vila Verde “realize as próximas edições da Feira Quinhentista em homenagem a Sá de Miranda na Ribeira do Neiva, local onde efetivamente o poeta viveu, mantendo as restantes parcerias e atividades envolvendo nelas todo o concelho”.

“Concordamos em absoluto com o envolvimento dos Agrupamentos de Escolas do concelho, da Escola Secundária, da EPATV, da Academia de Música, das Associações de Pais e outras organizações na realização da Feira Quinhentista e na homenagem a Sá de Miranda”, acrescentam os vereadores, pedindo ainda maior aposta “na divulgação cultural da obra do ‘poeta do neiva’, seja através da declamação de poemas, workshops, saraus, encenações e peças de teatro”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação