Região

Europeias. José Manuel Fernandes pede intervenção para combater alterações climáticas

Partilhe esta notícia!

O candidato do PSD às Eleições Europeias, José Manuel Fernandes, defendeu ontem em Fafe uma intervenção urgente e estruturada para defende a floresta à escala europeia, para combater as alterações climáticas e favorecer os territórios de baixa densidade.

“Portugal será, seguramente, dos Estados-Membros que mais terá a ganhar com a criação de uma nova prioridade na União Europeia para a floresta, que promova em simultâneo o rendimento dos proprietários, a sustentabilidade ambiental e o combate aos incêndios”, salientou o antigo presidente da Câmara de Vila Verde, em campanha nestas Europeias.

A candidatura do PSD possui uma proposta neste sentido, apelidada de “Missão Floresta”, e quer ver a comissão europeia recuar em eventuais cortes de apoios financeiros à agricultura.

Em Fafe, o candidato do PSD visitou a Feira Franca e esteve em arruada, passando por várias freguesias, apelando ao ordenamento da floresta. “É fundamental apostar na silvicultura e na valorização e ordenamento das nossas florestas, aproveitando os recursos do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), que têm sido largamente desperdiçados por Portugal”, apontou o eurodeputado.

Segundo JMF, o PSD quer a modernização da agricultura, pela “criação de emprego, no reforço da segurança, qualidade e autossuficiência alimentar e na fixação das populações nas regiões de baixa densidade populacional”.

O eurodeputado manifesta-se contra as posições do Governo português, que, segundo diz JMF, está a pensar cortar “3,6 mil milhões de euros em fundos sobretudo da Política de Coesão, da agricultura e desenvolvimento rural”.

“Em sede de alterações climáticas e preservação ambiental, é preciso garantir o financiamento da agricultura de precisão e permitam cumprir as novas condicionalidades e exigências para os agricultores no âmbito da Política Agrícola Comum”, referiu JMF.

Comentários

topo