Amares Destaque

Dia do ISAVE. A escola “que não deixa ninguém para trás”

Redação
Escrito por Redação

O Dia do ISAVE abriu, hoje dia 20 de maio, com atividades de promoção de saúde “Move-te com o ISAVE” e “+Saúde Oral”, destinadas a uma centena de crianças do Agrupamento de Escolas D. Gualdim Pais.

Depois destas atividades orientadas pelos alunos e docentes de Fisioterapia e Enfermagem, a sessão comemorativa juntou a comunidade e convidados no Auditório do ISAVE.

“Estamos eufóricos, satisfeitos e felizes” — assegurou João Luís Nogueira, na sessão solene do Dia do ISAVE — Instituto Superior de Saúde, com sede em Amares, no dia 20 de maio.

O presidente do Conselho de Direção encerrava a sessão solene do dia do ISAVE, durante a qual o presidente da Câmara Municipal de Amares se comprometeu a estar ao lado da instituição para construir um futuro melhor.

“Quantos anos se passaram depressa, por causa da pressa que tínhamos em fugir do passado”, lembrou João Luís Nogueira, pedindo o apoio municipal porque “juntos somamos, mas unidos multiplicamos” na construção de uma Escola que “não deixa ninguém para trás”.

O Presidente do Conselho de Direção agradeceu a todos os parceiros e aos alunos que são os melhores embaixadores do ISAVE, tendo saudado os professores que “fazem a diferença” numa escola que está a dar passos decisivos na internacionalização.

Manuel Moreira destacou a importância que o ISAVE representa na dinamização social, cultural e económica de Amares e, dirigindo-se a João Luís Nogueira disse: “Estou contigo, porque és um homem empenhado, inovador e a tua obra tem um impacto muito importante para a nossa terra”.

Esta foi a resposta ao desafio que o ISAVE tem pela frente: obras de ampliação no edifício para poder aumentar os cursos disponíveis e receber, já no próximo ano letivo, cerca de centena e meia de novos estudantes.

“É um investimento importante para o concelho” e Manuel Moreira garantiu que “a Câmara fará esse esforço financeiro”, em diálogo com o Grupo Amar Terra Verde sobre o financiamento das obras.

Manuel Moreira agradeceu o trabalho do ISAVE com as escolas de Amares e a prestação dos Estudantes e da sua Tuna na animação de eventos em Amares de forma “alegre e empenhada”.

O ensino superior tem um “papel económico importante, no arrendamento de casas, na economia, na força da juventude” e por isso “contem connosco”, concluiu Manuel Moreira.

A Associação de Estudantes mostrou-se satisfeita com as atividades desenvolvidas, tendo destacado a participação do ISAVE no Cortejo do Enterro da Gata, na serenata da próxima sexta-feira e na missa dos finalistas no próximo domingo, dia 26.

A aposta na internacionalização foi um dos desafios destacados pela presidente do ISAVE, Mafalda Duarte, para o futuro próximo da instituição. «A questão da internacionalização é o foco da nossa intervenção a curto prazo», destacou.

Depois de um percurso no sentido de «solidificar» o instituto, Mafalda Duarte pretende “abrir o ISAVE a outros contextos”, fazendo um “reforço claro” dos programas Erasmus, tendo também destacado a vontade de avançar para a criação de novos mestrados.

“Estamos a criar massa crítica e sustentabilidade, nomeadamente na área da investigação, para que possamos avançar para o segundo ciclo de estudos”, explicou.

Mafalda Duarte não esqueceu os parceiros do ISAVE, entre eles, as Câmaras Municipais de Amares e de Esposende, o ACES Cabreira, Caixa Agrícola, Cruz Vermelha de Amares, CESPU, Santa Casa de Misericórdia de Amares e Barcelos e projetos sociais como Valoriza, Centro Social do Vale do Homem e APPC de Braga.

A presidente anunciou a abertura de um novo CTeSP na área da Proteção Civil e Socorro e novas ofertas educativas pós-graduadas, na área dos Cuidados Continuados e Paliativos e na Organização e Gestão de Equipamentos Sociais e de Saúde. Nunca descorando o investimento para futuro na criação de segundo ciclo de Mestrados na área do envelhecimento e aposta na Investigação científica através da continuo investimento no CICS – Centro Interdisciplinar em Ciências da Saúde.

Após a sessão comemorativa, decorreu uma sessão sobre Ética e Humanização na Saúde, a cargo de Professor Doutor Rui Nunes, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

No final foram entregues as bolsas de mérito patrocinadas pela Caixa Agrícola de Amares a Sara Oliveira, Patrícia Silva e Stepanhie Pereira.

O programa fechou com a atuação da Ysatuna, a tuna do ISAVE, e um almoço de convívio para docentes, não docentes, alunos e convidados, servido e confecionado pelos alunos e professores dos Cursos Técnicos de Restaurante/Bar e Cozinha/Pastelaria da EPATV.

Foi num ambiente de festa, confraternização e investimento para futuro que o ISAVE comemorou mais um aniversário.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação