Destaque País

“Encontrei a minha filha deitada no chão. Chamou por mim e morreu”

Arquivo ambulância (c) Semanário V
Redação
Escrito por Redação

Ocorreu, na madrugada do último domingo, um acidente trágico que provocou a morte de uma menina de 10 anos, no concelho de Cascais.

Segundo a GNR, o acidente tratou-se de uma colisão entre dois veículos ligeiros, que resultou numa vítima mortal e um ferido grave, um adolescente de 13 anos que viajava no porta-bagagens ao lado da menina.

Ao contrário do avançado pelo Correio da Manhã, o pai nega que o acidente tenha ocorrido na sequência dos festejos do campeonato do Benfica, mas sim de uma saída com amigos, como num qualquer outro dia.

Em declarações ao “Programa da Cristina”, o pai da Mariana explicou que a mulher lhe ligou a pedir ajuda, após o acidente. Alexandre Santos chegou rapidamente ao local da tragédia, por morar próximo, e ainda viu a filha com vida.

“Encontrei a minha filha deitada no chão e chamou por mim e faleceu”, contou o pai de Mariana, que estava em casa com outros filhos quando recebeu a notícia.

“A minha esposa cometeu um erro. Como se carrega um ‘fardo’ destes? Não se carrega. Não sei. Ela chamou por mim antes de morrer. Perdemos a nossa filha… o que é que digo aos irmãos?”, disse o marido, emocionado.

Depois da saída, a companheira quis dar boleia aos amigos. Seguiam na viatura seis pessoas: três adultos, dois adolescentes e uma criança. Mariana e um adolescente de 13 anos estavam no interior do porta-bagagens.

A mãe da criança entrou uma faixa onde era proibida a circulação a viaturas ligeiras, tendo o carro sido abalroado por uma viatura. Mariana morreu e o amigo que seguia com ela na bagageira ficou em estado grave.

De acordo com a “Crónica Criminal” do programa da SIC, a mãe da criança, condutora do veículo, seguia em sentido contrário na via, com uma taxa de álcool no sangue de 0,50g/l, enquanto que a menina viajava no porta-bagagem.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação