Região

Europeias. Bloco de Esquerda exige construção do Hospital de Barcelos e Esposende

Uma das prioridades do Bloco de Esquerda para estas eleições europeias passa pela “defesa do estado social”. “A saúde deve ser um serviço público, gratuito e de qualidade”, foi o mote para que Ana Rute Marcelino e Miguel Martins, candidatos ao Parlamento Europeu, participassem na Feira da Saúde, que decorreu no fim de semana, em Esposende.

No domingo, os candidatos estiveram em Esposende, em contacto com a população, e deixaram críticas ao Governo por considerarem que este “não estar a cumprir uma decisão da Assembleia da República”. Os candidatos do BE referem-se a uma proposta apresentada pelo BE no Orçamento de Estado de 2019, que determinava a construção do novo hospital de Barcelos e Esposende.

“As populações do concelho de Esposende e Barcelos há muito que merecem um novo hospital, com qualidade para assegurar a prestação dos melhores cuidados de saúde, tendo este direito sido lhes reconhecido pela Assembleia da República e que o ministério tarda em concretizar”, disse Ana Rute Marcelino.

Já em relação deterioração da orla costeira, problema que assola a região de Esposende, Miguel Martins alertou para o que considera serem “efeitos devastadores das alterações climáticas” e defendeu “medidas urgentes que protejam as populações de zonas mais vulneráveis”.

“É preciso impedir o avanço do mar, através da proibição de construções na costa e, se necessário, proceder a demolições, bem como criar barreiras naturais, como vegetação”, vincou o candidato às eleições que decorrem no próximo domingo.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo