Ambiente Póvoa de Lanhoso

Póvoa de Lanhoso apresenta Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Póvoa de Lanhoso já tem um plano municipal contra incêndios, que será discutido na reunião de Câmara, agendada para a próxima quinta-feira.

“A Póvoa de Lanhoso é o segundo Município do distrito de Braga a ver um Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) de 3ª geração aprovado”, referiu o Município em comunicado.

É elaborado pelo município, sendo da responsabilidade da Comissão Municipal de Defesa da Floresta a sua validação e emissão de parecer prévio para aprovação na Assembleia Municipal.

O PMDFCI está validado pelas entidades competentes, fechado e em condições para ser submetido à análise dos deputados da Assembleia Municipal. O Plano Municipal terá vigência após publicação em Diário da República para o período 2019-2038.

Este documento vincula não apenas entidades públicas, mas também as privadas assim como a população, em termos individuais.

O objetivo deste plano passa por reduzir o número de incêndios causados por negligência, designadamente através de sensibilização, sinalização, informação, divulgação do risco, e ações de queima tecnicamente assistida de resíduos e de pastagens.

Outro dos principais objetivos é a redução de incêndios com causa intencional, nomeadamente através da deteção e da resolução local de conflitos entre vizinhos, da estabilização dos usos e ocupações do solo (caça, construção, outros), do controlo dos danos provocados por animais bravios, e do aumento das tarefas de dissuasão.

Trata-se de um instrumento operacional que abrange todo o município e inclui o planeamento das intervenções das diferentes entidades ao nível da prevenção, sensibilização, vigilância, deteção e supressão, intervindo estrategicamente ao nível da defesa da floresta contra incêndios.

Entre outros objetivos, destaca-se também a redução do tempo de intervenção, melhorando os circuitos de vigilância, a rede de comunicação, a organização do dispositivo local e o pré-posicionamento dos recursos de combate.

“O PMDFCI é sujeito a revisão sempre que se justifiquem alterações aos objetivos e metas preconizados, ou alterações em elementos estruturantes do mesmo, pelo que a revisão deste instrumento foi aprovada pelo ICNF em fevereiro de 2019, vigorando durante 10 anos”, refere o Município da Póvoa de Lanhoso em comunicado.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista