Braga

Movimento #BragaZeroAtropelamentos quer promover uma mobilidade segura na cidade

Partilhe esta notícia!

A associação Braga Ciclável criou o movimento cívico #BragaZeroAtropelamentos, com o objetivo de promover uma mobilidade segura e ativa no concelho.

A Braga Ciclável criou este movimento devido a várias razões, entre as quais o elevado número de atropelamentos no concelho que, ao longo dos últimos anos, têm causado a morte graves a dezenas de pessoas, entre outros danos.

O objetivo da associação é encontrar soluções e estimular a implementação deste movimento, destacando a importância de reduzir as velocidades de circulação em meio urbano e de criar infraestruturas, incluindo vias segregadas, que permitam que as deslocações a pé ou de bicicleta sejam feitas em segurança.

Outro objetivo é garantir que todos os cruzamentos e passadeiras têm condições de visibilidade adequadas.

A Braga Ciclável reuniu esta segunda-feira, de junho, com representantes da concelhia de Braga da Coligação Democrática Unitária (CDU), onde apresentou este plano e discutiu diversos assuntos relacionados com a mobilidade pedonal e em bicicleta.

Na reunião estiveram presentes o vereador Carlos Almeida e o deputado da assembleia municipal Marcos Couto, da CDU, e Arnaldo Pires, Sara da Costa e Victor Domingos, da associação Braga Ciclável.

Carlos Almeida destacou a importância crucial do desenho urbano para a segurança de todos os utentes da via pública e recordou, a este respeito, o antigo vereador do trânsito, Casais Baptista, que já há décadas tentara implementar na cidade de Braga uma rede de parques de estacionamento periféricos articulados com os transportes públicos.
O vereador da CDU referiu ainda que seria bom criar zonas sem carros nas imediações das escolas e jardins de infância, bem como garantir uma mais eficaz fiscalização do estacionamento nas paragens de transportes públicos.

Comentários

topo