Destaque Vila Verde

Maior evento de motorismo do mundo passa amanhã em Vila Verde

Fernando André Silva

É já esta segunda-feira, feriado de 10 de junho, que o maior evento mototurístico do mundo faz a sua estreia por terras de Vila Verde ao fim de 20 edições. O 21.º “Portugal de Lés a Lés” junta mais de 2.000 motorizadas que, em três dias, vão cruzar Portugal de ponta a ponta. Amanhã, entram em Vila Verde vindos de Braga e dão a volta junto ao centro da vila, regressando depois para a Vila de Prado, para uma curta paragem na praia do Faial, como já tinha avançado em exclusivo o Semanário V a 1 de fevereiro.

(Imagens do primeiro dia do 21.º Portugal Lés-a-Lés, hoje, dia 9 de junho, em Felgueiras)

Os cerca de 2.100 participantes partem de Felgueiras, esta segunda-feira, pelas 6h30. Saem duas motas a cada 30 segundos, segundo explicou ao Semanário V o responsável pela comunicação do evento, Paulo Ribeiro.

De acordo com os cálculos da organização, as primeiras motas passam em Vila Verde a partir das 7h30, as mais velozes. A estimativa é que passem durante cinco horas todas as motas, desde as ‘cinquentas’ às 1.800 de cilindragem, passando por Harley’s e até motas de trail.

O percurso da primeira etapa, segundo informa a mesma fonte, parte de Felgueiras e tem passagens por Póvoa de Lanhoso (a partir das 7 horas), Vila Verde (7h30 h), Prado (7h45), Esposende (8.20 h), Vila do Conde (10.20 h), Matosinhos (11h), Porto (11h30), Ria de Aveiro (13h05), Murtosa (13h50), Aveiro (14h40) até à Figueira da Foz onde os primeiros chegarão por volta das 17 horas.

Neste evento participam mototuristas de várias nacionalidades, sendo apontado como o maior evento de mototurismo do mundo na relação entre quilómetros percorridos e número de participantes, segundo aponta a organização, a cargo da Federação de Motociclismo de Portugal.

1.º dia foi para conhecer Felgueiras de forma livre

O dia de abertura do evento serviu para um passeio livre, em Felgueiras. Uma das curiosidades foi a visita a uma empresa de metalomecânica feita em cima da mota. O proprietário é um apaixonado das motorizadas e permitiu que os participantes neste evento visitassem os armazéns da empresa, com mais de 10.000 metros quadrados, sobre duas rodas.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista