Barcelos Destaque

Genro do presidente da Câmara de Barcelos obrigado a sair de casa

Miguel Costa Gomes, edil de Barcelos.
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Vítor Ferreira, adjunto da vice-presidente da Câmara de Barcelos, foi obrigado a sair da casa onde vive com o genro, Miguel Costa Gomes, autarca de Barcelos e suspeito de corrupção na Operação Teia, por não poder manter contacto.

Miguel Costa Gomes está em prisão domiciliária, na sequência da Operação Teia, e ficou proibido de falar com outros funcionários da autarquia. Vítor Ferreira, casado com uma das filhas do autarca e pai da sua neta, foi obrigado a sair da casa onde vive, devido à proibição de contactos decretada pelo juiz de instrução criminal.

“Esse rapaz, que é adjunto de um vereador, foi despejado da casa do presidente para não haver contactos. Isso vi eu. Para que o povo não falasse, agimos com cautela. Agora, para o carro à porta e vai buscar e deixar a filha”, disse Nuno Namora Cerejeira, advogado que representa o autarca de Barcelos, à revista Sábado.

Esta proibição de contacto com funcionários ainda levanta algumas dúvidas, nomeadamente sobre o conceito de funcionário. Perante esta situação, a defesa entregou um pedido de aclaração para que o juiz do Tribunal de Instrução Criminal defina o que são contactos e o que são funcionários.

Esta proibição de contactos condicionou também a relação pessoal de Miguel Costa Gomes com João Matos, que dura há mais de 10 anos. João Matos era motorista do então candidato independente apoiado pelo PS à Câmara de Barcelos, tendo passado a motorista do presidente e tornando-se o seu “maior amigo”, confessou o advogado à mesma revista, acrescentando que o arguido tem cumprido as medidas impostas pelo juiz. “Não houve contacto absolutamente com ninguém. Eu não estou lá todos os dias, nem sou polícia. Mas desde o início, só estiveram lá em casa todos os irmãos, que são oito ou nove, dois ou três amigos a jogar às cartas e os advogados”.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista

Deixar um comentário