Braga

Juiz manda prender os 8 detidos por tráfico de droga em Braga e Guimarães

Fernando André Silva

Os oito suspeitos detidos pela GNR por prática dos crimes de tráfico de estupefacientes foram hoje apresentados em tribunal e viram ser-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva pelo juiz responsável. Os arguidos ficam agora em clausura enquanto aguardam julgamento.

Esta medida vem na sequência da operação levada a cabo pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Braga da Guarda Nacional Republicana (GNR), no passado sábado, nas cidades de Braga e Guimarães, totalizando 49 mandados de busca no âmbito do tráfico de droga. A operação resultou na detenção destes oito indivíduos com idades entre os 25 e os 35 anos.

A investigação que vinha decorrendo era relativa ao tráfico de estupefacientes, com militares do NIC da GNR a cumprirem 19 mandados de busca em residência (domiciliária) e 27 mandados de busca não domiciliária, essencialmente a veículos, apreendendo mais de 500 doses de droga e 5.248 euros em numerário, para além de telemóveis, viaturas, computadores e balanças utilizadas para dosear a droga.

Em comunicado, aquele órgão de polícia criminal informa que, desta operação, resultou a apreensão de 272 doses de cocaína; 228 doses de haxixe; 25 doses de MDMA; 5.248 euros em numerário; 15 telemóveis; 10 viaturas ligeiras; três computadores e diversos discos rígidos; três balanças e diverso material de corte; uma moto de cilindrada elevada e diversas armas proibidas e armas brancas.

Segundo a GNR, estiveram envolvidos nesta operação cerca de 90 militares, dos Comandos Territoriais de Braga, Aveiro, Porto e Viana do Castelo, através das estruturas de Investigação Criminal, Territorial, Intervenção e Cinotécnica.

A operação contou ainda com a colaboração da Polícia de Segurança Pública.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista

Deixar um comentário