Destaque

Passadeiras elevadas custaram mais de 70 mil euros à Câmara de Vila Verde

Partilhe esta notícia!

A construção de 32 passadeiras elevadas no centro de Vila Verde, com respetiva sinalização, ficou hoje concluída, anunciou a empresa responsável pela obra – Viamarca.

Em comunicado divulgado através da sua página oficial, a empresa esclarece que a obra custou mais de 70 mil euros à Câmara de Vila Verde, incluindo também a sinalização vertical, para além da pintura das “lombas”. A mesma empresa esclarece que a obra teve apoio do Grupo Lena. A Viamarca pertence ao Grupo NOV Indústria.

A implementação das passadeiras elevadas na sede de concelho não escapou a polémica, com muitos cidadãos e automobilistas a mostrarem-se contra aquilo que apelidam como “exagero”.

Recorde-se que inicialmente estavam previstas 40 lombas para o centro de Vila Verde, tendo depois o Município avançado “apenas” com 32.

O das “lombas” foi feito a 28 de setembro de 2018, durante uma Assembleia Municipal, a propósito da nova ciclovia que atravessa o centro do concelho.

Como explicou na altura António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde, “trata-se de uma rede de passadeiras que estavam previstas no projeto inicial da ciclovia que pretendem melhorar a circulação com mobilidade condicionada e a segurança rodoviária”.

Comentários

topo