País

PSD e CDS em queda livre. André Silva (PAN) mais popular que Rio e Cristas

Partilhe esta notícia!

A três meses das eleições legislativas, o Jornal de Negócios e o Correio da Manhã divulgam uma sondagem sobre as intenções de voto dos portugueses que aponta uma queda para os partidos tradicionais do centro direita, assim como para os seus líderes. Já o PAN é o partido que mais cresce, com o dirigente ambientalista André Silva a recolher a preferência de um elevado numero de inquiridos. .

Segundo a sondagem levada a cabo pela Aximage, o PSD regista em junho uma queda de quatro pontos percentuais em relação a abril. Rui Rio vê assim o pior indicador de sondagem desde que assumiu a liderança dos sociais democratas. O PSD recolheu 23.1% das intenções de voto. Já o PS também registou uma ligeira descida, e obteve 35. 6%. O terceiro partido com maior intenção de voto continua a ser o Bloco de Esquerda, com 9% das intenções de voto nesta sondagem. PCP assegura 7%, enquanto o CDS registou 6,6% das intenções de voto. O PAN cresceu e recolhe 4.2% das intenções de voto.

Líderes dos partidos

Na mesma sondagem foi ainda recolhida a preferência para governante, de entre os vários líderes dos partidos. António Costa mantém uma nota relativamente positiva, recolhendo 10,3 valores, segundo o cálculo da sondagem, que vai de uma escala de 0 a 20. Catarina Martins, do BE, obteve 9, 9 valores, sendo a segunda líder mais votada pelos inquiridos. A surpresa da sondagem é mesmo André Silva, líder do PAN, que surge como a terceira figura em quem os portugueses confiam. O ambientalista recolheu 9.3 valores e ultrapassou Jerónimo de Sousa (PCP), que recolheu 9.2 valores na mesma sondagem.

Destaque ainda para a queda abrupta de Rui Rio, que é, atualmente, o líder de partido em que os inquiridos menos confiam para governar. O social democrata sofreu uma queda em relação a abril, descendo dos 8. 3 valores para os 6.2. Quem também sofreu uma queda de quase dois pontos foi Assunção Cristãs, que regista agora uma classificação de 5.4 valores, numa escala de 0 a 20.

Comentários

topo