Destaque

Economia. Troika regressou a Portugal e apontou para o “elevado preço” das habitações

Partilhe esta notícia!

Banco Central Europeu, Comissão Europeia e Mecanismo Europeu de Estabilidade, mais conhecidos por entre os portugueses como “troika”, estiveram em Portugal durante este mês de junho de forma a analisar “os riscos relacionados com o persistente aumento dos preços no mercado imobiliário”, informou hoje a união europeia.

Esta foi a décima missão do programa de vigilância a Portugal, incidindo sobretudo na questão dos preços da casa e do nível de endividamento das famílias portuguesas, que consideram “elevado”.

Em comunicado, a missiva da Troika explica que a missão focou-se em vulnerabilidades económicas no sistema financeiro nacional, como é o caso do incumprimento das famílias perante o crédito, mesmo existindo uma diminuição nesse aspeto, em relação a missivas anteriores.

“As discussões debateram a importância de fortalecer a geração de capital dos bancos e a sua capacidade de financiar a economia, bem como a eficiência do sistema legal”, pode ler-se através do comunicado divulgado pela Comissão Europeia.

O relatório detalhado desta missiva surge apenas em outubro, sabendo-se ainda pouco sobre as conclusões da “trindade” económica europeia. Uma nova visita está marcada também para essa altura.

Comentários

topo