Vila Verde

Recolhidas 2.220 pontas de cigarro no Bom Jesus após anúncio da classificação

Foto: Carlos Dobreira
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Carlos Dobreira é praticante de plogging, atividade que alia a prática de jogging com apanha de lixo, e durante o dia de hoje, 9 de julho, numa ação que durou cerca de três horas, recolheu 2.220 beatas de cigarros no Santuário do Bom Jesus e um saco de 30 litros de resíduos reciláveis e lixo indiferenciado.

Nos passados dias 3, 19 e 23 de junho, o praticante de plogging já tinha recolhido 2.358 beatas no Bom Jesus do Monte, e no dia 4 de julho recolheu mais 1.110 pontas de cigarros. Estas 2.220 beatas representam o dobro do que havia recolhido da última vez, numa ação de plogging com a mesma duração, e serão, também, levadas à próxima reunião da Assembleia Municipal de Braga, a que acrescem às 3.468 beatas de cigarros recolhidas anteriormente.

Para Carlos Dobreira, este aumento da pegada ecológica “já era expectável após o anúncio da classificação do Santuário como Património Cutural Mundial da UNESCO”.

A ação com o título “Tem muito que apanhar!”, numa alusão feita por um cidadão no Bom Jesus ao observar a prática de plogging, tem como objetivo a recolha de 10.000 beatas de cigarro até ao fim do mês de julho.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista

Deixar um comentário