Braga Destaque

Braga recebe esta noite o primeiro debate sobre a exploração de lítio no Minho

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Esta noite Braga recebe o primeiro debate sobre a exploração de lítio no Minho. A entrada é livre e realiza-se no auditório da Junta de Freguesia de São Victor, a partir das 21h.

Organizada pelo movimento político Braga para Todos, esta ação informativa pretende apresentar cinco opiniões de ativistas ou pessoas que, face à sua formação académica, estão conscientes dos riscos desta exploração do lítio na zona do Minho.

Com um total de 5 convidados, o debate será moderado pela porta-voz do movimento, Elda Fernandes. “Achamos essencial promover um debate com quem está a defender os nossos interesses há meses, como é o caso da Liliana Silva, deputada, que tem sido dos nomes mais fortes no ativismo contra a exploração, e também do Pedro Pinheiro Augusto, membro do nosso movimento, que recentemente formou o Movimento Anti-lítio que conta já com cerca de 1.000 membros e reuniu, por exemplo, com Ricardo Rio, para além de outras formas de ativismo mais visível a nível mediático”, esclarece Elda Fernandes.

Neste debate, estarão ainda presentes Carlos Moraes, engenheiro, Guy Arnaud, arquiteto, e o professor universitário e antigo administrador dos TUB, Batista da Costa.

O Braga para Todos tem manifestado a sua opinião contra a exploração do lítio, considerando que se trata da riqueza natural do Minho que está em risco.

“Temos que ser nós cidadãos, de forma organizada, a travar este atentado contra o bem-estar das populações e contra a atividade económica sustentável. Qualquer exploração mineira no conselho ou na região é um atentado a esta geração e às futuras e compromete a nossa paisagem e a própria qualidade da água, que irá por sua vez contaminar os solos e mesmo o turismo um dos grandes atrativos do país e da região, em particular”, refere Elda Fernandes.

O movimento ativista considera que o manifesto da Câmaa Municipal de Braga contra a exploração de lítio na região é positivo, dando mais força à causa na cidade. O Braga para Todos acusa, ainda, o Governo se guiar por interesses económicos.

O movimento político e ativista têm-se manifestado contra o executivo municipal bracarense em diversas situações. No entanto, neste caso em concreto, Elda Fernandes considera que é necessário saber “ser adversários, mas também agir em conjunto quando há um atentado ao que somos e ao que temos. Ter o atual executivo do nosso lado é dar mais força a esta luta pelo que é de todos”.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista