Opinião Rui Pinheiro

Opinião. Happy Planet Index

Redação
Escrito por Redação

Embora seja um dos países mais pequenos do mundo, tornou-se num dos mais falados no que diz respeito à temática da felicidade. Embora o produto interno bruto (PIB) do Butão tenha crescido brutalmente nas últimas décadas, há vários anos que o país privilegia o índice de Felicidade Interna Bruta (FIB).

Este índice foge à perspetiva mais económica, defendendo que o desenvolvimento de uma sociedade é atingido quando o desenvolvimento espiritual e a prosperidade material se complementam e reforçam um ao outro.

De acordo com o Happy Planet Index (HPI), o Butão não é apenas conhecido por ser um dos países mais felizes do mundo, mas por ser extremamente eficiente na conversão dos seus recursos naturais em vidas longas (e felizes) para os seus habitantes. A título de curiosidade, em 1.º lugar sobressai a Costa Rica, Portugal habita o 79.º lugar (dados de 2016).

Mas que fatores estarão por detrás da felicidade de um país? O HPI mede-se através de fatores como o nível de ‘satisfação’ dos habitantes, a esperança média de vida ou até a pegada ecológica.  Na minha opinião a felicidade, tal como defende o império budista do Butão, deve considerar mais o bem-estar emocional e espiritual das pessoas em detrimento do fator material.

O Japão é atualmente um dos países com a maior esperança média de vida do mundo. Embora o valor seja de 83,9 anos (em 2016), este conjunto de mais de 6000 ilhas conta com um grande número de pessoas que ultrapassaram os 100 anos de idade. Os estudos dizem que o valor resulta de fatores como uma boa dieta, cuidados de saúde/boa assistência médica e hábitos de atividade física diária. A verdade é que os japoneses encontraram um motivo para viver e chamam-lhe Ikigai.

Os japoneses cuidam muito bem do seu estado emocional e espiritual, transformam os seus hábitos diários em atividades que lhes dão prazer, dedicando uma grande parte do tempo ao bem-estar. Perceberam que se estiverem ocupados a fazer coisas que os deixam felizes, vivem melhor.

Os japoneses sabem dar um sentido à sua vida. E tu, o que te faz feliz?

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação

Deixar um comentário