Braga Destaque

Praia Fluvial da Ponte do Bico ainda não é água balnear por questões de segurança

Ponte do Bico.
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

A Praia Fluvial da Ponte do Bico é uma das mais concorridas na época de verão, apesar de não ser ainda considerada de “água balnear”.

Em março, a Junta de Freguesia de Palmeira anunciou que, após quatro anos de luta, a Praia Fluvial iria obter este ano a classificação de “água balnear” pela Comissão Técnica de Acompanhamento (CTA) da Aplicação da Directiva das ÁguaBalneares.

Segundo Bruno Pereira, do Partido Socialista (PS), “aquelas certezas anunciadas pelo executivo da Junta de Freguesia de Palmeira, sabe-se agora, foram apenas baseadas numa lista provisória de águabalneares, ou seja, ainda não existia uma decisão definitiva”.

Por questões de falta de segurança a Praia Fluvial da Ponte do Bico não será integrada na lista de praias de “água balnear” ainda este ano.

“Esta notícia vem afirmar e realçar o que foi defendido pelo Partido Socialista de Palmeira, quando, em Assembleia de Freguesia, fez escusa na votação da regulamentação para aquele espaço, por defender que este assunto era delicado, não só pelo elevado investimento, na ordem dos 400.000,00 €, mas também porque esta decisão poderia não ser a definitiva, visto que, para os socialistas, a zona não cumpre com os requisitos de segurança, o que já resultou, infelizmente, em mortes”, disse ainda Bruno Pereira.

O Município de Braga e a Junta de Freguesia de Palmeira têm apoiado a proposta de classificação da Praia Fluvial como água balnear. Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga, afirmou que foram realizados todos os estudos exigidos pela APA, acrescentando que o Município e a Junta de Freguesia estavam certos de que a Ponte do Bico iria ser integrada na lista de águas balneares, após receberem a lista provisória.

Tendo em conta que a Praia Fluvial não foi classificada como “água balnear” devido a questões de segurança, o presidente da Junta de Freguesia de Palmeira, César Gomes, refere que não é suficiente afirmar que não existem condições de segurança, exigindo saber ao pormenor o que está em casua.

Bruno Pereira adianta que “o PS de Palmeira é favorável à requalificação da zona da Ponte do Bico, mas, acima de tudo, deve atender-se à segurança dos utilizadores, que devem ser pedagogicamente alertados pela Junta de Freguesia para as especificidades daquela zona ribeirinha, enquanto não há nadadores-salvadores autorizados”.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista

Deixar um comentário