Destaque Vila Verde

José Morais (PS) defende que Vila Verde tem condições para abrir um polo universitário

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

A primeira fase de candidatura ao ensino superior começou esta quarta-feira, 17 de julho, e termina no início de agosto, com um total de 50.860 vagas no concurso nacional de acesso. Este ano, os candidatos têm 1.087 cursos à disposição nas universidades e politécnicos públicos.

Na sequência do arranque das candidaturas, José Morais (PS) veio a público defender a possibilidade de ser instalado um polo universitário em Vila Verde, afirmando que “será mais um ano em que centenas de jovens de Vila Verde saem do concelho para estudar no ensino superior”.

José Morais sublinha ainda que “há vários anos que defendemos que Vila Verde tem condições para ter uma instituição do ensino superior”. A proposta apresentada passa por utilizar as instalações da antiga escola primária de Vila Verde, “que estão ao abandono”, para instalar um polo universitário. O vereador do PS adianta que “há entidades interessadas em investir no ensino superior em Vila Verde”.

“Poderíamos privilegiar cursos de Turismo, Hotelaria ou de Gastronomia, já que são áreas em que temos muita tradição e onde há falta de profissionais qualificados”, adianta, afirmando que “o ensino superior traria dinamismo económico, emprego, fixação de jovens e visibilidade positiva” a Vila Verde.

O vereador socialista acusa ainda o Município de adotar uma “postura comodista” ao adiar este projeto “ano após ano”.

“Temos instalações, temos escolas de referência e temos ainda a Casa do Conhecimento que pode ajudar a alavancar este projeto”, refere, adiantando que continuará a trabalhar “para que o ensino superior possa ser uma realidade” no concelho.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista