Braga Destaque

Praia fluvial de Adaúfe alvo de queixas por ocupação de lugares para pessoas com deficiência

Redação
Escrito por Redação

A praia fluvial de Adaúfe é um espaço de eleição nestes dias de calor, especialmente depois de ficar dotada de um bar completamente renovado, desde o mês passado. Recentemente, foi alvo de critica relacionada com os quatro lugares públicos de estacionamento reservados a veículos que transportam pessoas com mobilidade reduzida.

O ativista Carlos Dobreira afirmou que estes quatro lugares reservados “estão próximos dos contentores da AGERE, sendo que um está condicionado pela ocupação de um contentor nauseabundo, assim como pela presença de dois pilares”.

“Hoje de manhã acompanhei o estacionamento de um veículo e fiquei indignado e envergonhado, como cidadão de pleno direito deste concelho, com o cheiro proveniente dos contentores, um dos quais estava aberto, a limitação de estacionamento num dos lugares, mas também o acesso em terra à Praia Fluvial para os cidadãos portadores de deficiência, em particular com deficiência visual grave”, contou Carlos Dobreira ao Semanário V.

O praticante de plogging, que já apanhou mais de 10 mil pontas de cigarro no Bom Jesus, no âmbito da ação “Tem muito que apanhar!”, reforçou ainda a existência de inúmeras beatas de cigarro, resíduos recicláveis e lixo indiferenciado na entrada da praia fluvial.

“Acresce a observação da pegada ecológica no parque de estacionamento e no terreno próximo aos contentores”, disse Carlos Dobreira, acrescentando que irá enviar uma queixa à Agência Portuguesa do Ambiente – APA.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação