Braga Mundo País Região Vila Verde

Emigrante faz homenagem “arrepiante” ao casal que perdeu a vida no regresso ao Luxemburgo

Redação
Escrito por Redação

Carlos Silva e Rita Antunes, naturais de Pousios, Pombal, distrito de Leiria, e o filho bebé regressavam de umas férias de verão em Portugal, para Lasauvage, no sul do Luxemburgo, onde residiam. Este casal de portugueses perdeu a vida durante a madrugada deste domingo na sequência de um acidente de automóvel ligeiro em França,

O acidente deu-se por volta das 6 horas da madrugada perto de Santenay, na A10, que liga a cidade de Paris e Bordéus.

Casal deixa um bebé de 15 meses que está em observação no hospital de Clocheville de Tours, segundo avança o site Lux24.

Homenagem arrepiante com intuito de sensibilização

 

Foto: Radioregional

 

“Chama acesa por este casal emigrante português que perdeu a vida ao regressar a sua casa.

As férias estão a acabar, portanto atenção a todos os emigrantes, especialmente aos portugueses que irão regressar as suas casas. Façam atenção, descansem e parem se for necessário. É preferível chegar mais tarde uns minutos do que perder a vida em segundos.

Eu como emigrante que sou há 6 anos, sei perfeitamente que fazer o caminho de Portugal a França não é fácil e é muito cansativo. Passamos cerca de 11 meses à espera e a contar os dias para irmos à nossa terra natal, para termos um pouco de alegria, ter apenas um abraço e o colo dos nossos pais.

Quando chega o dia e a hora da despedida para regressar ao país onde trabalhamos, o nosso coração fica pequenino. Dizer adeus custa. Custa ver as lágrimas cair pela cara das pessoas que amamos.

Voltamos com mais força para batalhar durante mais um ano e voltamos, novamente, a contar os dias e segundos para regressarmos a Portugal. No entanto, o destino, por vezes, prega-nos partidas e um adeus acaba por ser definitivo. Aquela lágrima de despedida não foi a última mas sim o início de muitas. A angústia, a saudade e a certeza que nunca mais regressam.

A vida não é justa, pois batalhamos muito. A vida de emigrante não é fácil e podem ser destruídas numa questão de segundos.

Vamos partilhar esta chama em homenagem a este jovem casal português, Rita e Carlos, que perderam a vida ao regressar ao país onde procuraram uma vida melhor”, refere ainda o emigrante que homenageou o casal e todos os emigrantes.

 

De relembrar que, o filho do casal, um bebé com apenas 14 meses, sobreviveu ao acidente

 

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação