André Almeida Opinião

Opinião. Consiga um perfil Campeão!

Redação
Escrito por Redação

Apesar do habitual campeonato futebolístico nacional já ter começado, ainda não será desta que abordarei a modalidade nestas pequenas linhas e não é de desporto que trata o título do artigo desta semana no Semanário V.

As Férias são tempo de descanso e recomposição de “forças”, essenciais para uma avaliação e/ou redefinição de objetivos e pesquisa de novas oportunidades profissionais e, nesse campo, olhando para o digital, a plataforma que mais se destaca é naturalmente o LinkedIn, com mais de 600 milhões de utilizadores em todo o mundo, onde recrutadores e profissionais se mostram e conectam.

Esta rede social tornou-se um dos locais por excelência para estabelecer novas ligações com profissionais da área, trabalhar o marketing pessoal, participar em debates construtivas nas áreas de atuação e fazer networking

Nesse sentido, deixarei nestas breves linhas alguns pontos que se devem seguir e ter atenção ao otimizar o perfil do LinkedIn.

  1. Utilizar uma boa foto de perfil

A foto de perfil é algo a que olhamos instintivamente numa primeira observação. Se está provado que temos apenas 3 segundos para formar a perceção de algo, então esta imagem deve estar perfeitamente definida.

Aqui, tente selecionar uma foto mais sóbria e profissional. Utilize fundos lisos, vestuário e expressão adequados com a área de atuação que atua ou pretende atuar.

  1. Escolher uma boa imagem de capa

Seguindo no campo imagens, também a imagem de capa deve ser definida. Utilize este espaço para expressar algo, destacar um ponto forte, uma mensagem, uma motivação para o visitante consumir o seu perfil, etc.

  1. Definir o título profissional

Logo abaixo do nome está uma das informações mais importantes do perfil no LinkedIn: o título profissional. Para otimizá-lo da forma correta devemos incluir a nossa função (palavra-chave) e a organização onde trabalhamos. Este título é um dos principais responsáveis por atrair visitantes e fazer com que estes continuem a ler o nosso perfil, e a segui-lo.

  1. Um bom resumo

Neste espaço devemos apresentarmo-nos. Devemos escrever sobre a pessoa, o profissional, as principais motivações e desejos. Quem não nos conhece, é através desta linhas que terá uma perceção mais clara de quem somos, o que fazemos e o que queremos alcançar.

Aqui, apresente-se, fale sobre os seus interesses profissionais, defina a sua área de atuação, fale sobre o que o motiva, inclua as informações de contato essenciais. Devemos também incluir palavras-chave que sejam referentes à área de atuação, pois isso aumentará consideravelmente as possibilidades do perfil ser encontrado por alguém que pesquise por um termo em específico.

  1. Completar ao máximo a experiência profissional e académica

É aqui que a maior parte dos utilizadores vem embeber informação e perceber o quê, como e onde o profissional desenvolveu o seu percurso profissional ao longo do tempo.

Devemos completar ao máximo a informação não esquecendo de identificar as organizações e a duração da colaboração.

  1. Personalizar a URL do perfil

Ter uma presença nesta rede social faz parte determinante na definição da nossa identidade digital e como tal deve ter um endereço personalizado a cada profissional. Esse endereço (URL) deve ser o mais simples e identificável possível, fácil de partilhar e ser encontrada. É a chamada URL amigável. Lembre-se que se não formos facilmente encontrados de nada vale se o perfil está bem otimizado!

  1. Fazer recomendações

Um dos pontos essenciais que se avaliam no LinkedIn é o número e a qualidade das recomendações que enquanto profissionais vamos tendo, muito úteis para quem não nos conhece pessoalmente e que pode ver e perceber através desta dinâmica o tipo de pessoa e profissional que somos, quebrando barreias e complementando informação.

Uma dica que deixo aqui é: Faça recomendações aos seus contactos e peça para eles o recomendarem de volta.

  1. Seguir pessoas, marcas e grupos

Como se trata de uma rede social há a possibilidade de nos ligarmos a outras pessoas e também a marcas, podendo seguir de perto as suas atividades e mantermo-nos informados. Os grupos temáticos são também extremamente importantes pois são grupos de discussão onde se enquadram muitos profissionais de destaque e se abordam diversos assuntos temáticos.

  1. Ligar e agradecer

É também possível criar grupos de conversação dentro desta rede social e manter um diálogo mais direto com profissionais, estabelecendo primeiros contactos e descobrindo novas oportunidades profissionais.

Utilize este meio também para se apresentar e agradecer cada novo contacto que vai realizando. Lembre-se que a primeira impressão é muito importante e é esse que fica na memória.

  1. Publicar no Pulse

O Pulse é o blog do LinkedIn e é o local ideal para se criar, consumir e partilhar conteúdo de valor, segmentado e credível.

Como é um profissional obviamente que domina alguns temas na sua área de atuação. Utilize esse conhecimento para criar conteúdo de valor que o impulsionarão enquanto profissional e destacarão na sua área de atuação.

  1. Manter o perfil atualizado

Por último mas não menos importante, devemos manter o perfil atualizado. Criar um perfil, escolher uma imagem e preencher algumas informações básicas não significa que está, realmente, bem no LinkedIn. É óbvio que o perfil será encontrado por algumas pessoas, mas não resultará em nada além disso, uma vez que o que um recrutador procura é algo mais.

No perfil devemos incluir tudo o que estiver relacionado com o nosso percurso académico, profissional mas também projetos, prémios, recomendações, participações, voluntariados, etc. Estas informações definirão o seu perfil “pessoal” e valerão muito na hora do recrutador fazer a sua pré-seleção. 🙂

 

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação