Destaque País

GNR deteve quatro pessoas em flagrante por incêndio nos últimos sete dias

Incêndio Vila Verde © Joaquim Lima
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

A GNR deteve 415 pessoas em flagrante delito, incluindo 167 por condução sob o efeito do álcool, quatro por incêndio e um por homicídio, indicou hoje a GNR sobre a atividade entre 30 de agosto e 5 de setembro.

As restantes detenções resultaram de condução sem habilitação legal (78), tráfico de droga (73), posse de arma proibida (9), violência doméstica (3), ofensa à integridade física (3) e falsificação (2).

As ações da GNR visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta e a fiscalização rodoviária, entre outros objetivos.

Quanto a apreensões, a GNR confiscou 5.226 doses de haxixe, 991 gramas de liamba, 68 doses de heroína, 111 doses de MDMA, 39 plantas de canábis, 38 armas brancas e 12 armas de fogo.

Foram ainda apreendidos nove veículos, 3.459 quilos de bivalves, 939 quilos de pescado e 9.733 euros em numerário.

Em relação ao trânsito, a ação de fiscalização da GNR permitiu detetar 9.939 infrações, destacando-se 2.652 por excesso de velocidade, 390 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 419 por falta de inspeção periódica obrigatória e 388 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei.

GNR detetou ainda 319 infrações por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 269 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 228 relacionadas com tacógrafos e 157 por falta de seguro de responsabilidade civil.

Partilhe esta notícia!

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa