Destaque País

Costa quer um Erasmus Interior para jovens conhecerem o país

António Costa / DR
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

O secretário-geral do PS, António Costa, disse querer criar um Erasmus Interior para os jovens portugueses que “só conhecem a país da onda do surf” tenham a oportunidade de conhecer “outros territórios, saberes e espaços”, dentro do país.

“Tal como tem sido fundamental na formação da nossa juventude, poderem estar um ou dois semestres no estrangeiro, a aprenderem outras línguas, costumes e outras gentes, é também fundamental que possam ter a oportunidade de conhecer outros territórios, outros saberes e espaços no nosso país”, realçou o líder do Partido Socialista, durante o comício em Vila Real.

Para António Costa, os jovens “muitas vezes só conhecem o país da onda do surf e das praias do Algarve” e vão muitas vezes “com mais facilidade ao estrangeiro do que a Vila Real”.

O líder socialista defende que “todos devem ter a oportunidade” de conhecer todo o Portugal e que o programa Erasmus Interior pode permitir isso.

Ainda durante o discurso, o também primeiro-ministro contou que em 1979 passou “quase um mês” em Vila Real, tendo como ‘guia turístico’ o atual deputado na Assembleia da República, eleito por Vila Real, o socialista Ascenso Simões, que o ajudou “a conhecer este território, a provar o vinho de Santa Marta [de Penaguião], ir a galafura [no Peso da Régua] e a ler os poemas [de Miguel Torga]”.

“Não conheceria o meu país como conheço e não sentiria a região como sinto”, acrescentou.

Com um discurso virado para o interior do país, António Costa destacou que ainda não está satisfeito, pois quer “fazer mais e melhor” nos próximos quatro anos.

“O interior, Portugal e os portugueses merecem ainda mais e melhor”, acrescentou.

O líder socialista propõe um programa de captação de investimento, diretamente dirigido para empresas que se venham a sediar em territórios de baixa densidade.

Mas o atual chefe de governo também pretende cativar investimento dos emigrantes que deixaram o país.

“Há muitos filhos e netos de transmontanos ou transmontanos que encontraram a sua vida lá fora, a quem dizemos venham investir em Portugal, nas vossas terras e é aqui que podem criar a riqueza que vos faltou e obrigou a partir e para que os que cá estão nunca mais tenham de partir e encontrem na terra todas as oportunidades de realização pessoal e profissional”, concretizou.

Na abertura da campanha nacional do Partido Socialista, tendo em vista as eleições legislativas de 06 de outubro, que decorreu em Vila Real, discursaram ainda o presidente da Câmara Municipal de Vila Real, o também socialista Rui Santos, e o deputado da Assembleia da República pelo PS eleito por Vila Real, Ascenso Simões.

O Largo da Capela Nova na localidade transmontana encheu-se de apoiantes do partido, que acolheram com aplausos, gritos de ordem e bandeiras no ar, a chegada do líder.

Marcaram ainda presença, em Vila Real, o atual vice-presidente do Parlamento Europeu, Pedro Silva Pereira, e a secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, entre outras figuras do Partido Socialista no distrito.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa

Deixar um comentário