Ambiente

Mãos à Obra. 95 pessoas recolheram mais de 65 kg de beatas e 2.000 kg de lixo em Braga

Partilhe esta notícia!

O projeto solidário “Mãos à Obra” levou a cabo a limpeza do país de Norte a Sul no passado dia 22 de setembro.

Em Braga, foram recolhidos mais de 65 quilos de pontas de cigarro e 2 mil quilos de lixo, em apenas oito horas. Sem medo à chuva, participaram nesta ação 95 bracarenses.

O foco de limpeza na cidade dos arcebispos foi a Avenida Central, o Estádio Municipal, a Universidade do Minho e o Minho Center.

“É assustador o número de resíduos que conseguimos coletar em apenas 8 horas”, referiu a organização do projeto na cidade de Braga, agradecendo ao Município bracarense a colaboração com o projeto, tendo disponibilizado o “equipamento necessário”.

Vereador Altino Bessa com alguns dos participantes. Foto: Mãos à Obra Braga

Amares, Aveiro, Barcelos, Braga, Bragança, Carcavelos, Chaves, Esposende, Estremoz, Famalicão, Guarda, Guimarães, Leiria, Lisboa, Lourinhã, Malveira, Monção, Montemor-o-Novo, Oliveira de Azeméis, Paços de Ferreira, Peniche, Póvoa de Lanhoso, Santarém, São Miguel, Seixal, Torres Vedras, Valença, Vale de Cambra, Valongo, Vila do Conde e Vila Viçosa foram os locais alvos desta ação.

A ideia foi pensada por uma jovem, Inês Durão, cujo objetivo passa por realizar uma limpeza geral do país ao mesmo tempo.

Inês Durão é uma designer gráfica de 19 anos que quer mudar o mundo e está por detrás do projeto “Mãos à Obra”. Esta iniciativa solidária pretende limpar o país de norte a sul e surgiu após Inês ter visto uma notícia de que tinham sido plantadas 350 milhões de árvores na Etiópia, com o objetivo de lutar contra os efeitos das alterações climáticas e desflorestação. “Se num país com tão poucos recursos se consegue uma coisa destas, porque é que em Portugal não se faz nada semelhante?”

Fotos: Mãos à Obra Braga

Comentários

topo