Braga Destaque

Braga. Paula comprou uma quinta para acolher animais abandonados e que “sobraram da adoção”

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Há cerca de 4 anos, Paula Carvalho iniciou um projeto que envolvia a interação entre animais e idosos em lares, tendo finalizado um acordo com a União de Misericórdias. Mais tarde, comprou uma quinta, na qual acolhe animais abandonados ou que não foram adotados, continuando a promover os encontros entre os animais, idosos e crianças.

Natural de Braga, Paula vive agora entre a cidade dos arcebispos e a Póvoa de Lanhoso. Era presidente de uma associação de animais, CAPA, a qual resgatava animais na Póvoa de Lanhoso e encaminhava-os para adoção. Mais tarde, surgiu a ideia de começar a levar animais mais velhos a lares de idosos, para promover a interação.

“Alguns animais do canil eram extremamente dóceis e meigos. Muitas vezes os mais feios e os mais velhinhos, que eram aqueles que nunca eram adotados, eram animais muito carentes e gostavam de muita atenção. Então fiz um acordo com a União das Misericórdias e comecei a levar uma vez por mês alguns animais a fazer visitas ao idosos da Misericórdia”, contou Paula Carvalho ao Semanário V.

“Aquilo começou a correr tão bem, fazíamos várias atividades, no fundo era mais uma questão de interação. Os animais ficavam todos contentes com os mimos e os idosos ficavam felizes, porque relembravam o tempo em que tinham cães, contavam histórias e fazíamos sessões de fotografia”, disse.

Fora da Associação, e com o projeto em vista, Paula comprou uma quinta na Póvoa de Lanhoso, há cerca de dois anos, e começou a resgatar alguns animais de rua, além dos da Associação, tendo reiniciado as sessões em vários lares de idosos em Braga, Barcelos e na Póvoa de Lanhoso, além de escolas e creches.

Inicialmente, a associação fazia parte do projeto, porque os cães eram da associação. Entretanto, Paula abandonou a CAPA, mas continuou com o projeto, o qual denominou “Quintal +”, em mãos.

Por motivos pessoais, o projeto teve de ficar parado, estando previsto avançar já em janeiro de 2020. “O projeto no fundo é: animais que estavam na associação, os mais idosos, vieram para minha casa e são levados a lares, creches e escolas”, contou, acrescentando que “dentro da quinta, também tenho outros animais, cabras e ovelhas, que também estão domesticadas e também interagem com as pessoas. O objetivo na quinta será promover eventos, algumas sessões de idosos a lidar com animais na quinta, ou festas de crianças que envolvem animais, workshops de bem-estar”.

A autarquia da Póvoa de Lanhoso vai co-financiar a parte das obras, sendo parceiro neste projeto.

 

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista

Deixar um comentário